Crédito Agrícola premeia spin-off da UAlg

Crédito Agrícola premeia spin-off da UAlg

443
PARTILHE
A empresa Mirabilis dedica-se à produção de semente de ostra
A empresa Mirabilis dedica-se à produção de semente de ostra

A Mirabilis, uma spin-off da Universidade do Algarve, cuja actividade principal é a produção de semente de ostra, foi a empresa vencedora, na categoria Produção e Transformação, da 2.ª edição do Prémio Empreendedorismo e Inovação do Crédito Agrícola.

Esta empresa, criada em 2015, surgiu para colmatar uma lacuna no sector da aquacultura, resultado da escassez de stocks naturais e da inexistência de maternidades de ostra em Portugal, o que obriga os ostricultores a importar semente de uma espécie não endémica a maternidades do estrangeiro. A actividade principal da Mirabilis centra-se na produção, em ambiente de maternidade, de juvenis com semente de ostra portuguesa, apostando na investigação e optimização das técnicas de produção, de modo a responder, através da marca portuguesa Angulata, às necessidades dos mercados nacional e internacional.

“Esta distinção, que se traduz num prémio monetário de cinco mil euros, é uma grande recompensa por todo o esforço e dedicação que temos dedicado a este projecto, além de nos permitir dar visibilidade à nossa actividade e sensibilizar para a importância da preservação da ostra portuguesa”, referem Márcia Santos e Maurício Namora, responsáveis pela empresa.

Licenciados em Biologia Marinha pela UAlg, ambos reconhecem que o papel do CRIA – Divisão de Empreendedorismo e Transferência de Tecnologia tem sido fundamental desde o início deste projecto. A Mirabilis foi uma das ideias de negócio vencedoras do Concurso “Ideias em Caixa 2013”, promovido pela UAlg, através do CRIA e, segundo os dois responsáveis, foi o “grande arranque” da empresa. “Permitiu-nos, não só trabalhar a nossa ideia, mas também adquirir mais competências, conhecer outros empreendedores, trocar experiências, elaborar um plano de negócios e arrancar com a fase piloto”.

Estes dois empreendedores continuam a acreditar que “uma boa ideia é fundamental, mas esta tem de ser, impreterivelmente, acompanhada de uma grande força de vontade, empenho e persistência”. Cientes de que “sempre irão surgir dificuldades”, continuam a acreditar que “a dedicação e perseverança são o caminho”.

Facebook Comments

Comentários no Facebook