Taxas moderadoras baixam e isenções aumentam

Taxas moderadoras baixam e isenções aumentam

444
PARTILHE
- PUB -
Adalberto Campos Fernandes, ministro da Saúde do Governo de António Costa
Adalberto Campos Fernandes, ministro da Saúde do Governo de António Costa

O ministro da Saúde anunciou hoje que as taxas moderadoras vão baixar em 2016 e que as isenções de pagamento das mesmas aumentam, passando a abranger os utentes previamente referenciados pela linha Saúde 24 ou pelos cuidados de saúde primários (centros de saúde) que não pagarão taxas nas urgências hospitalares.

“Paga quem tiver de pagar, porque tem um consumo ou uma utilização de cuidados inapropriada. Não pode, ou não deve, pagar quem não tem uma alternativa a não ser recorrer a um ponto de cuidados de saúde que a pessoa julga o mais adequado”, disse Adalberto Campos Fernandes aos jornalistas, no final de uma visita às instalações da linha Saúde 24.

De acordo com o ministro, o valor das taxas moderadoras vai baixar, respeitando assim “o compromisso político que está no programa do Governo”.

“Nós honramos os nossos compromissos e estamos neste momento a trabalhar no sentido de fazer as alterações que estão desenhadas”, adiantou.

Agência Lusa

Facebook Comments

Comentários no Facebook