Câmara de Faro apoia bombeiros voluntários com 50 mil euros

Câmara de Faro apoia bombeiros voluntários com 50 mil euros

423
PARTILHE
Assinatura de Protocolo entre a Câmara de Faro e a Associação Humanitária dos Bombeiros de Faro ‘Cruz Lusa’
Assinatura de Protocolo entre a Câmara de Faro e a Associação Humanitária dos Bombeiros de Faro ‘Cruz Lusa’

O protocolo de colaboração assinado na passada sexta-feira entre o presidente da Câmara de Faro e o presidente da Direcção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Faro “Cruz Lusa” (AHBVF) vai permitir ao Município investir 50 mil euros na melhoria das condições de operacionalidade desta corporação, 10 mil euros em 5 tranches mensais.

O protocolo foi aprovado por unanimidade em Reunião de Câmara por proposta do presidente. O objectivo é apoiar as missões de protecção e socorro desenvolvidas pelo Corpo de Bombeiros Voluntários durante este ano civil.

Para o presidente da Câmara de Faro, Rogério Bacalhau, trata-se de “um esforço suplementar que o concelho faz para apoiar os seus bombeiros. Isto corresponde a uma vontade comum de ter um corpo de voluntários igualmente bravo, mas mais forte, mais moderno, mais funcional e em instalações mais adequadas.”

Rogério Bacalhau realça o esforço que o concelho faz para apoiar os seus bombeiros
Rogério Bacalhau realça o esforço que o concelho faz para apoiar os seus bombeiros

Por seu lado, a Direcção da AHBVF agradeceu em nota pública “o grande esforço (…) que a autarquia levou a cabo para poder libertar esta verba, em pleno processo de reequilíbrio financeiro. Endereçamos um agradecimento especial ao seu Presidente, Prof. Rogério Bacalhau, pela iniciativa e pelo reconhecimento diversas vezes efectuado da grande valia dos Bombeiros Voluntários como peça central no esquema de segurança e protecção civil do Concelho de Faro”.

A Câmara e Faro recorda que a “Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Faro atravessa momentos de grande dificuldade”. Já em 2014 e 2015, a autarquia abriu “uma excepção no quadro de rigorosa austeridade que foi imposta pelo plano de reequilíbrio financeiro, para que se pudesse apoiar com alguma verba a Associação Humanitária, já então a braços com graves problemas”.

melhoria das condições de operacionalidade desta corporação
Apoio atribuído pela autarquia visa a melhoria das condições de operacionalidade desta corporação
Facebook Comments

Comentários no Facebook