Ciclovia Faro / Olhão vai ser uma realidade

Ciclovia Faro / Olhão vai ser uma realidade

2454
PARTILHE
Ciclovia longitudinal à Ria Formosa será uma mais-valia para os concelhos de Faro e Olhão
Ciclovia longitudinal à Ria Formosa será uma mais-valia para os concelhos de Faro e Olhão

Faro e Olhão vão ter uma ligação em via exclusivamente dedicada ao trânsito pedonal e ciclável.

O sonho há muito acalentado pelas duas autarquias vai mesmo tornar-se uma realidade e nascerá sobre os terrenos do futuro adutor [canalização de grandes dimensões] Olhão / Faro, destinado a transportar os esgotos de Olhão para a nova ETAR de Faro / Olhão, cujo contrato de adjudicação foi hoje assinado.

Com o encerramento da Estação de Tratamento de Águas Residuais de Olhão Poente, os esgotos daquela cidade terão de ser encaminhados para nova ETAR, que ficará situada junto a Faro na zona a sul da rotunda dos Salgados. A ligação será feita através de um adutor que será enterrado a sul da EN 125, entre as duas cidades, ao longo da área paralela à zona de parchais da Ria Formosa.

Para a instalação do adutor a empresa Águas do Algarve (AdA) comprará uma faixa de terreno (espaço canal na designação técnica) para implementar esta ligação e será esta faixa de terreno que servirá para que as autarquias de Faro e Olhão instalem ali uma ciclovia entre as duas cidades.

Autarca quer qualificar e valorizar o potencial do concelho
António Miguel Pina quer aproveitar o potencial  da obra da Águas do Algarve para cvriar zona de lazer e desporto

Câmara de Olhão pronta para avançar

António Miguel Pina disse ao POSTAL que “a Câmara de Olhão está pronta para avançar com este projecto tripartido entre a Águas do Algarve, a Câmara que lidera e a autarquia de Faro”.

“Muito embora não esteja definido o perfil do projecto, estamos a trabalhar com as duas entidades envolvidas nesta questão que considero ser importante para ambos os concelhos e mesmo estruturante no que respeita a criação de espaços de lazer e desporto que possam servir as populações”, referiu o autarca.

Teresa Fernandes destaca acções um pouco por toda a região para lembrar o Dia do Ambiente
Teresa Fernandes destaca a cedência de terreno para a ciclovia como mais uma das medidas da Águas do Algarve que tentam beneficiar as populações da região a partir de obras realizadas pela empresa no Algarve

“A construção da ciclovia não colide com a existência do adutor e a superfície do canal onde este será instalado será assim disponibilizada a custo zero por nós às autarquias para que se possa ali instalar uma infra-estrutura útil à população de Faro e Olhão”, disse ao POSTAL Teresa Fernandes, responsável pela comunicação da AdA, que vê nesta iniciativa “mais uma situação em que tentamos maximizar os efeitos positivos junto das populações das obras que executamos em toda a região”.

A ciclovia suportará pesos muito pouco significativos que não afectam a conduta e, simultaneamente, é mesmo uma defesa da estrutura face a possíveis utilizações abusivas dos terrenos sobre a mesma que lhe possam provocar danos.

Autarquias vão ter de investir

Para completar a ciclovia as duas autarquias terão que fazer investimentos além do que gastarão na criação da ciclovia sobre o espaço canal cedido pela Águas do Algarve. É que do lado de Olhão o adutor será instalado a partir do local onde actualmente se situa a ETAR de Olhão Poente (atrás do supermercado Continente) e do lado de Faro o adutor terminará junto à rotunda dos Salgados.

Assim caberá às autarquias criar condições de ligação em ciclovia entre as duas extremidades do espaço canal e as respectivas malhas urbanas, o que não será especialmente difícil dadas as distâncias em causa que são relativamente curtas.

Ainda sem data prevista de início de construção e por maioria de razão sem data de conclusão e abertura ao público esta ciclovia será efectivamente uma realidade no futuro e constituirá uma importante mais-valia para as populações de ambas as cidades enquanto estrutura de lazer e desportiva.

O POSTAL ouvir sobre esta matéria o presidente da Câmara de Faro, Rogério Bacalhau, mas até ao momento foi impossível recolher a sua opinião por motivos de agenda do autarca.

Facebook Comments

Comentários no Facebook