O cancro neste momento não tem cura

O cancro neste momento não tem cura

1210
PARTILHE
Cezar Van Louicci não acredita na ciência por considerar ser tudo um jogo de interesses
Cezar Van Louicci não acredita na ciência por considerar ser tudo um jogo de interesses

“Não haverá cura para o cancro nos próximos anos porque os estudos na área estão mal direccionados”, afirmou ao POSTAL Cezar Van Louicci, naturopata e investigador.

“O cancro neste momento não tem cura. Mas não há razão para que qualquer pessoa que tenha neste momento, tenha tido ou possa vir a ter, fique desesperada ou triste por causa disso. A grande esperança é que a pessoa que teve a doença, não venha a tê-la mais durante a vida, mesmo que o vírus ainda esteja dentro dela”, explica Cezar.

Através dos tratamentos ditos convencionais a pessoa não consegue, na opinião do naturopata, viver sem estar alarmada, principalmente aquelas a quem supostamente foi removido o “problema”.

“O que me preocupa mesmo é a questão da eliminação residual, porque as pessoas que já “se livraram do cancro” se optarem por não fazer mais nada depois do tratamento vão ter problemas no futuro. E as que fizeram cirurgia vão ter metástases, porque a cirurgia tem consequências, ela vai libertar líquidos do tumor”.

- Pub -

O investigador chega mesmo a afirmar que “todas as pessoas” que conhece, que fizeram cirurgia, “tiveram metástases”, e explica que “quando há metástases é muito mais complicado, porque ter cancro em vários sítios ao mesmo tempo é muito mais difícil de se curar, às vezes nem se pode mexer”. Para Cezar, a cirurgia “tem de ser sempre a última coisa a ser feita”. 

O que é a naturopatia

“Em naturopatia a vantagem é que tentamos encontrar sempre um equilíbrio, esta é a nossa forma de tratar”, afirmou ao POSTAL. “O problema”, lamenta, “é que as pessoas só procuram naturopatas como último recurso, somos como os padres”.

A Naturopatia ou medicina naturopata é conhecida por ser um sistema de medicina baseado no poder de cura da natureza. Os médicos naturopatas tentam encontrar a causa da doença através da compreensão do corpo, da mente e do espírito da pessoa. A maioria dos médicos naturopatas usam uma variedade de terapias e técnicas como a nutrição, a mudança de comportamento, fitoterapia, homeopatia e acupunctura.

Na opinião do naturopata brasileiro, a medicina dita “não convencional”, “está subvalorizada há muitos anos, desde que a Food and Drug Administration (FDA) e a Organização Mundial de Saúde (OMS) assumiram o seu poder”. “Como quem dirige toda a parte oncológica é um laboratório farmacêutico, enquanto não houver uma decisão do sistema de medicina internacional de se separar da industria farmacêutica, o problema vai continuar”, afirma o investigador.

“Aquele caso da Angelina Jolie tirar as mamas eu considero uma aberração da ciência. A cirurgia profiláctica é uma dupla cirurgia que dá muito dinheiro ao cirurgião, e quando ela tirou as mamas o problema continuou lá porque o problema não estava nas mamas, faz parte do gene dela”, explicou.

O naturopata contou ao POSTAL que tem “uma cliente a quem o médico disse que tinha meses de vida. A senhora não chegou a fazer quimioterapia nem radioterapia, nessa altura ela começou a procurar tratamentos naturais e encontrou-me a mim. Desde aí o cancro nunca mais avançou, agora estamos a começar a trabalhar na remissão porque o tratamento natural é muito mais lento do que esses tratamentos agressivos, mas resulta. Ao fim de oito anos de tratamento saber que a doença não evoluiu é positivo e ela não sofreu, não está inchada, não perdeu o cabelo”.

Cezar Van Louicci afirma que hoje em dia não acredita na ciência por considerar ser tudo um jogo de interesses.

“Acredito apenas em mim e em estudos independentes porque as empresas farmacêuticas é que mandam em tudo”. Questionado sobre se será possível modificar a situação, o naturopata faz uma analogia: “Já viu a formiga? A formiga é o animal mais forte que existe na Terra, consegue levantar 20 vezes o peso dela. O elefante é gigante mas já viu o elefante levantar 20 vezes o peso dele? Mas a formiga fá-lo e mesmo tendo tal força se a formiga se meter na frente de um comboio o maquinista nem sente a formiga e passa-lhe por cima. E aqui passa-se a mesma coisa, por mais força que eu tenha se eu quiser lutar contra o sistema não o vou conseguir parar”.

O Algarve foi o primeiro local a receber a apresentação deste ciclo de apresentações da palestra intitulada “Câncer tem Cura? O que é realmente o câncer e como deve ser tratado”. O ciclo ainda passará por Espanha, Brasil e Inglaterra.

A iniciativa foi organizada pela Associação Semear Saúde, pela Associação dos Doentes Oncológicos de Tavira (ADOT) e pela SOS Oncológico – Unidade e Equipa Comunitária de Cuidados Paliativos do Algarve.

Facebook Comments

Comentários no Facebook