Castro Marim desafia ex-fumadores para mega caminhada

Castro Marim desafia ex-fumadores para mega caminhada

366
PARTILHE
Câmara de Castro Marim já desenvolveu várias acções antitabagismo
Câmara de Castro Marim já desenvolveu várias acções antitabagismo

O Dia Mundial sem Tabaco celebra-se no próximo dia 31 de Maio (terça-feira), e os Amigos da Caminhada de Castro Marim promovem uma mega caminhada, para a qual convidam os ex-fumadores que, há cerca de um ano, aceitaram o repto da Câmara de Castro Marim de uma vida sem fumo.

Esta caminhada simbólica, marcada para as 19.45 horas, junto ao Pavilhão Municipal de Castro Marim, é seguida de um convívio na Casa do Sal, pelas 21 horas, onde serão atribuídos diplomas que pretendem assinalar e valorizar “a decisão inteligente de deixar de fumar”, nas palavras do médico e autarca de Castro Marim, Francisco Amaral, e, simultaneamente, motivar os restantes envolvidos no processo de desabituação tabágica, a família e o ciclo de amigos.

No âmbito da sua política de promoção da saúde e bem-estar, a Câmara de Castro Marim vai aproveitar a ocasião para apresentar o seu novo programa de combate à obesidade, com uma equipa constituída por um psicólogo, um nutricionista e técnicos de desporto.

Por uma vida mais saudável, numa luta contra um dos principais responsáveis pelo aparecimento do cancro, a Câmara de Castro Marim desenvolveu já várias acções, com destaque para a campanha “Fumar fica-te a matar” e algumas palestras e conferências sobre os malefícios do tabagismo.

- Pub -

“A adesão dos munícipes a este repto de uma vida sem fumo superou as nossas expectativas, a taxa de sucesso superior a 80%”, declarou o médico e presidente da Câmara de Castro Marim, Francisco Amaral, que tem conduzido e acompanhado pessoalmente cada um destes “vencedores”, como habitualmente lhes chama.

“Existem na vida decisões determinantes. Pode ser casar, pode ser ter um filho e é, com certeza, deixar de fumar”, sublinhou o presidente. “É verdade que todos morremos um dia, mas quem deixa de fumar tem a possibilidade de viver mais 10 a 15 anos, com muito mais qualidade de vida e ainda com maior aforro económico”, concluiu o presidente.

Facebook Comments

Comentários no Facebook