Lagos celebra Dia Internacional dos Museus

Lagos celebra Dia Internacional dos Museus

575
PARTILHE
O Museu Municipal Dr. José Formosinho vai receber uma exposição de Timo Dillner
O Museu Municipal Dr. José Formosinho vai receber uma exposição de Timo Dillner

Lagos volta a associar-se às Comemorações do Dia Internacional dos Museus com um diversificado programa de actividades a decorrer entre os dias 16 e 22 de Maio.

“Museus e Paisagens Culturais” é o tema proposto para este ano pelo ICOM – Conselho Internacional de Museus, para assinalar o Dia Internacional dos Museus a 18 de Maio.

De acordo com aquela organização “este tema visa promover a ideia de museu enquanto centro territorial de uma protecção activa da paisagem cultural. Essa função pode ser exercida em diferentes níveis, nomeadamente através da sensibilização das comunidades para o papel interventivo que podem desempenhar na conservação e valorização deste universo patrimonial tão vulnerável, e contribuir para minimizar a sua degradação ou até mesmo o seu aniquilamento”.

Esta efeméride pretende destacar o papel do museu na sociedade com o intuito de “promover uma reflexão a nível mundial que permita uma discussão alargada, e sobre distintos pontos de vista”. Este ano optou-se pela “interligação entre museus e paisagens culturais”, um tema certamente caro à Nova Museologia, que coloca a noção de Museu de Território como cerne das suas atenções.

Comemorações com programa diversificado

O Município de Lagos volta a associar-se a estas comemorações com um programa diversificado de actividades. Para o dia 16 estão previstas duas palestras sob o tema “O Algarve e a primeira Globalização”, pelas 21 horas no Auditório do Edifício Paços do Concelho Séc. XXI. As palestras terão como oradores convidados o professor doutor Francisco Contente Domingues, da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, que falará sobre “O papel de Portugal e do Algarve na Primeira Globalização”. Seguidamente os “Lugares da 1.ª Globalização” serão apresentados pelo Dr. Rui Parreira, da Direcção Regional de Cultura, como cabeça de uma candidatura conjunta que envolve vários municípios do Algarve, na tentativa de classificação da paisagem algarvia como uma paisagem cultural e histórica, berço da primeira Globalização. Também presente neste dia estará a directora regional da Cultura, Alexandra Gonçalves.

No dia 18 a entrada será gratuita no Museu Municipal e Forte da Ponta da Bandeira. Para o dia 21 estão previstas duas iniciativas: às 17.30, a inauguração da exposição “Contineralismo Poético – Achados”, de Timo Dillner, no Museu Municipal Dr. José Formosinho, e mais tarde, às 21.30, um concerto “Barroco em Talha Dourada”, pela Academia de Música de Lagos, a ter lugar na Igreja de Santo António.

Mais informações disponíveis em https://eventoslagos.wordpress.com.

Facebook Comments

Comentários no Facebook