Alunos farenses desenvolvem aplicação para garantir segurança alimentar

Alunos farenses desenvolvem aplicação para garantir segurança alimentar

525
PARTILHE
bisafe
A aplicação está disponível para descarregar no site http://annastudios.wix.com/bisafe

O projecto chama-se BiSafe e tem como objectivo garantir a segurança alimentar relacionada com o consumo de bivalves e biotoxinas associadas.

Este projecto inovador está a ser desenvolvido por alunos e professores da Escola Secundária João Deus do curso de ciências e tecnologias (11º ano) e do curso profissional de multimédia (10º e 12º anos).

A aplicação para android permite ao consumidor, mariscador, comerciante decidir se é seguro consumir, apanhar ou comercializar determinado tipo de bivalves. 

O tema central relaciona-se com a ocorrência de blooms sazonais de microalgas produtoras biotoxinas e as consequências graves da ingestão de bivalves contaminados, o que leva a que se desencadeiem acções de interdição de apanha e comercialização na Ria Formosa. “Contudo, e esta foi uma das conclusões do projeto piloto já desenvolvido, continuam a ser comercializadas e consumidas grandes quantidades de bivalves em épocas interditas”, refere em nota de imprensa uma das professoras responsáveis pelo projecto.

Este projecto foi seleccionado no concurso de ideias da 13ª edição do prémio Ciência na Escola da Fundação Ilídio Pinho que conta com o apoio do Ministério da Educação e Ciência e do Ministério da Economia.

A aplicação está disponível para descarregar no site http://annastudios.wix.com/bisafe e brevemente através do Google Play.

Facebook Comments

Comentários no Facebook