Antigo autarca de Estoi e construtor civil acusados de prevaricação

Antigo autarca de Estoi e construtor civil acusados de prevaricação

409
PARTILHE

O Ministério Público anunciou hoje a acusação contra um antigo presidente da Junta de Freguesia de Estoi, no concelho de Faro, e contra um empresário de construção civil por crime de prevaricação e peculato.

A investigação levada a cabo pela Directoria de Faro da Polícia Judiciária reporta-se a 2012, altura em que o então presidente da junta de freguesia, José de Paula Brito, conduziu um processo de adjudicação de obras de alteração do mercado e da junta, por aproximadamente 100 mil euros.

Em comunicado, o Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) de Faro diz que José de Paula Brito “terá combinado com o referido empresário fazerem com que a obra fosse adjudicada à empresa deste”.

Segundo o Ministério Público, os dois homens terão conseguido orçamentos de outras empresas por valores intencionalmente superiores e levaram a junta de freguesia a deliberar a adjudicação ao referido empresário que apresentou orçamento inferior aos restantes.

- Pub -

A investigação levou ainda à acusação da tesoureira da junta de freguesia de Estoi pelo crime de peculato por se ter apropriado de dinheiro da junta de freguesia que lhe teria sido entregue enquanto tesoureira.

O processo segue agora para fase de pré-instrução.

(Agência Lusa)

Facebook Comments

Comentários no Facebook