Baixa de Faro de portas abertas às sextas-feiras até às 24 horas

Baixa de Faro de portas abertas às sextas-feiras até às 24 horas

1270
PARTILHE
A calçada da Rua de Santo António quer-se cheia e para isso eis que surge o Baixa Street Fest, às sextas-feiras até à meia-noite

A Baixa de Faro vai reforçar a oferta comercial da cidade com horários alargados às sextas-feiras até às 23 horas, avançou ao POSTAL o vice-presidente da autarquia, Paulo Santos.

“São oito sextas-feiras, entre a segunda sexta de Julho – na primeira decorrerá o Algarve Beer Fest – e a última sexta de Agosto”, disse ao POSTAL o autarca que conseguiu levar a bom porto as negociações para este alargamento de horário do comércio, iniciadas há já algum tempo, avançado como provável há algumas semanas à margem da apresentação da proposta de revisão orçamental para este ano na autarquia farense.

Sextas-feiras da baixa ganham designação de ‘Baixa Street Fest’

Paulo Santos negociou o alargamento de horário às sextas-feiras com comerciantes e associações patronais

‘Baixa Street Fest’ é o chavão que a Câmara escolheu para esta iniciativa de quase dois meses de horário alargado que foi negociada com a Associação do Comércio e Serviços da Região do Algarve (ACRAL), Associação dos Industriais Hoteleiros e Similares do Algarve (AIHSA) e Associação de Comércio da Baixa de Faro.

- Pub -

Paulo Santos realça que “é notório que a baixa da cidade se está a requalificar e a reviver após o período de crise que atravessámos”. Um movimento que a Câmara quer fomentar e apoiar com esta que é “uma tentativa estruturada de assumir uma lógica de desenvolvimento e de reforço da posição da baixa enquanto pólo de atracção e de fomento económico da cidade”, refere o responsável da autarquia.

Passaporte solidário incentiva ao consumo e soma vantagens para os consumidores

Quem visitar a baixa nestes dias pode fazer-se acompanhar de um passaporte onde serão apostos carimbos aquando das compras pelos comerciantes. Estes mesmos carimbos ajudarão os consumidores a ganhar vantagens em vários dos serviços disponibilizados pela autarquia aos munícipes e visitantes.

Ao comprar o passaporte por um euro que reverterá para uma instituição social do concelho, os consumidores poderão desde logo escolher a instituição de solidariedade social que desejam ver apoiada e a partir daí começar a somar vantagens. As piscinas, o centro náutico e o teatro municipal são apenas alguns dos exemplos de Paulo Santos de casos onde os carimbos vão valer como benefícios para os consumidores da baixa.

Animação vai garantir festa na rua às sextas-feiras

Telas de sombreamento foram um dos investimentos feitos recentemente na baixa de Faro

Por outro lado, durante este período a Câmara vai em conjunto com as associações e com os mais de 80 comerciantes que aderiram ao projecto dinamizar a baixa com uma programação de animação capaz de garantir ‘movida’ à baixa da cidade.

A aposta, diz Paulo Santos, é a de “dinamizar a baixa para que a cidade tenha uma oferta qualificada e adequada ao crescimento turístico que tem tido nos últimos tempos”.

Os vários hostels e os muitos novos casos de negócios lançados na zona da baixa de Faro bem merecem uma resposta adequada do comércio e pode ser que a experiência permita aos empresários convencerem-se pela experiência de que os novos horários terão vantagens.

Esta é, também, uma estratégia que visa antecipar a abertura do gigante IKEA ainda este ano, com a loja da marca Sueca e no primeiro semestre de 2017 com o Mar Shopping Algarve, seguindo-se no final desse mesmo ano o Algarve Design Outlet.

Uma baixa mais competitiva é afinal o que se pretende.

Facebook Comments

Comentários no Facebook