Construção do L’Orangerie II em Vilamoura vale 10 milhões em investimento

Construção do L’Orangerie II em Vilamoura vale 10 milhões em investimento

872
PARTILHE
Vítor Aleixo,
Vítor Aleixo, Ana Mendes Godinho e Paul V. Taylor uniram-se para assinalar o lançamento do investimento em Vilamoura

Numa altura em que todo o investimento é bem vindo para a aceleração da economia, a construção e comercialização do empreendimento hoteleiro L’Orangerie (fase II), em Vilamoura, avança com um valor de investimento previsto de 10 milhões de euros.

A cerimónia de arranque do empreendimento teve lugar na passada sexta-feira em Vilamoura e contou com a presença da secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho e do presidente da Câmara de Loulé, Vítor Aleixo.

Os dois titulares públicos reuniram-se para o efeito com Paul V. Taylor, presidente e accionista da Vilamoura World, assinalando assim o início da construção e comercialização da segunda fase do projecto.

10 milhões de investimento para estar pronto em 2017 (clique na imagem abaixo para ver o vídeo)

Imagem da fase I do empreendimento já existente
Clique sobre a imagem para ver o vídeo de apresentação da fase II do LÓrangerie
- Pub -

O L’Orangerie II terá um investimento de 10 milhões de euros e a respectiva conclusão está prevista para 2017.

Segundo a informação veiculada pelo Vilamoura World, este projecto imobiliário “já tem reservas garantidas” e “insere-se no investimento total de mil milhões de euros do projecto Vilamoura, um dos maiores projectos turísticos e imobiliários em Portugal e que está a tornar-se um dos destinos de eleição nas áreas de lazer e lifestyle da Europa”.

Este investimento em particular consiste num condomínio residencial de luxo, rodeado por dois dos melhores campos de Golfe do Algarve (Victoria e Millenium) e localizado a cinco minutos da praia e da marina.

Ana Mendes Godinho, citada pelo Vilamoura World, classificou L’Orangerie como “um projecto determinante para o Algarve, pela sua inovação, modernidade e valor, fazendo parte de uma oferta integrada e diversificada de uma região que tem vindo a registar taxas de crescimento entre 25% e 30%, e a tornar-se um dos melhores destinos da Europa e do Mundo”.

Já Vítor Aleixo sublinhou, segundo a mesma fonte, que “este é um momento particularmente importante para Vilamoura e para o Algarve, já que depois de um período de um certo imobilismo, a actividade turística e imobiliária estão a retomar, através de uma oferta turística de grande qualidade desenvolvida por Vilamoura World”. 

O empreendimento em números

Pormenor da construção existente na fase 1 do empreendimento
Pormenor da construção existente na fase 1 do empreendimento

Quanto ao que vai ser construído nesta segunda fase do projecto, seis villas T3 com piscina privada, 18 moradias T2 com jardim privativo e pátios interiores e oito apartamentos, de T1 a T3, com vista de mar e dos campos de golfe são o que em breve se vai poder ver no local.

Os apartamentos e as moradias em banda têm preços entre os 3.500 e os 4.200 euros por metro quadrado e as villas estão valorizadas em cerca de seis mil euros por metro quadrado.

Pode-se adquirir um T1 por 310 mil euros, uma moradia em banda a partir de 420 mil e uma villa por cerca de 900 mil euros.

Para o Presidente de Vilamoura World, Paul Taylor, “o projecto L’Orangerie está englobado num investimento total de mil milhões de euros, que representa um dos maiores empreendimentos imobiliários em Portugal, proporcionando um impulso à economia nacional e da região algarvia em particular. Vilamoura aspira, assim, a contribuir para o relançamento da economia e para atrair a atenção global sobre Portugal enquanto referência no mercado de investimento imobiliário no Sul da Europa.”

Facebook Comments

Comentários no Facebook