Albufeira exibe história da ‘Dieta Mediterrânica’

Albufeira exibe história da ‘Dieta Mediterrânica’

380
PARTILHE
Dezanove painéis, em português e inglês, contam a história milenar da Dieta Mediterrânica

O Museu Municipal de Arqueologia de Albufeira apresenta até 28 de Agosto a exposição “Dieta Mediterrânica – Património Cultural da Humanidade”.

As diversas vantagens da dieta foram salientadas por Jorge Queiroz, director do departamento de Cultura, Património e Turismo da Câmara de Tavira e coordenador técnico da candidatura transnacional da Dieta Mediterrânica a Património Cultural Imaterial da Humanidade da UNESCO, aquando da inauguração desta exposição, a 17 de Junho.

O vinho, os cereais e o azeite foram o mote para um pouco de história da região e benefícios para a saúde na intervenção do presidente Câmara Carlos Eduardo da Silva e Sousa, que se dirigiu aos jovens presentes, lembrando nomeadamente o valor do figo, que poderia ser a totalidade da refeição dos algarvios de outrora, devido ao seu valor energético e capacidade de conservação. O mesmo salientou em relação ao medronho e às bebidas que deveriam voltar a estar na moda nas noites da região: “o sermos algarvios é algo que é muito nosso e temos que dar valor ao que somos, e não temos que copiar ninguém”, salientou.

Idalina Nobre apresentou a história da alimentação em Albufeira

A responsável pelo Museu, Idalina Nobre, apresentou por seu turno a história da alimentação em Albufeira, referindo, por exemplo, o apreciado café ainda sob o domínio árabe e as quantidades e qualidade das ostras outrora existentes neste município.

Comentários no Facebook