Esperadas mais de 20 mil pessoas para os três dias do MED

Esperadas mais de 20 mil pessoas para os três dias do MED

226
PARTILHE
Festival une a música do mundo, a áreas como gastronomia, artes plásticas, animação de rua, artesanato, dança e teatro

Mais de 20 mil pessoas deverão passar pelo recinto do festival MED, em Loulé, durante os três dias de concertos, que arrancam na quinta-feira, estimou o adjunto do presidente da autarquia.

“Seguramente, mais de 20 mil pessoas deverão passar pelo recinto, nos três dias de festival”, disse Carlos Carmo à Lusa, sublinhando que o cartaz é o “mais variado possível, para poder atrair todo o tipo de público”, fazendo deste um “festival urbano, para as famílias”.

A 13.ª edição do Festival MED vai ter aproximadamente 75 horas de música, 55 concertos e oito palcos que vão animar as ruas históricas da cidade, entre quinta-feira e sábado, prevendo-se que o último dia seja aquele com maior afluência.

Uma das novidades desta edição é o Palco Jardim, onde haverá música e dança tradicional de países como a Síria, a Guiné-Conacri, o Sudão ou Marrocos, referiu Carlos Carmo, observando que, pelo segundo ano, haverá também um espaço dedicado ao fado.

- Pub -

Pela primeira a autarquia firmou parceria com lojistas do comércio local

Este ano, o festival está também a ser divulgado através da plataforma ‘online’ Festivais de Verão Portugueses, depois de ter sido seleccionado pelo Turismo de Portugal, a par de mais oito festivais de Verão, entre um total de 200.

“Já fazíamos alguma promoção externa, mas esta inclusão na plataforma e o financiamento que recebemos permite-nos ir a caminho da internacionalização do festival”, considerou o adjunto do presidente da Câmara de Loulé.

Pela primeira vez este ano, a autarquia estabeleceu uma parceria com 40 lojistas do comércio local da cidade para a venda de bilhetes, com descontos para quem os adquirir nas lojas.

Mbongwana Star (Congo), Ana Tijoux (Chile), Hindi Zahra (Marrocos/França), Aldina Duarte (Portugal), Tinariwen (Mali) e Dubioza Kolectiv (Bósnia-Herzegovina) são alguns dos artistas em destaque nesta edição.

Criado em 2004, o Festival MED une a música do mundo, a áreas como gastronomia, artes plásticas, animação de rua, artesanato, dança, teatro, exposições, combinando concertos, ‘workshops’ e conferências.

(Agência Lusa)

Facebook Comments
PARTILHE
Email: jornalpostal@gmail.com

Comentários no Facebook