Futuro da língua portuguesa debatido em Díli

Futuro da língua portuguesa debatido em Díli

500
PARTILHE
Encontro marca a recta final da presidência de Timor-Leste da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa
Encontro marca a recta final da presidência de Timor-Leste da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa

Especialistas de vários países reúnem-se esta semana em Díli para debater o futuro da língua portuguesa, num encontro inserido nos esforços da CPLP para fomentar o uso do português nas organizações internacionais.

O encontro, promovido pelo Instituto Internacional da Língua Portuguesa (IILP), marca a recta final da presidência de Timor-Leste da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

A “3.ª conferência internacional sobre o futuro da língua portuguesa no sistema mundial”, que decorre na quarta e quinta-feira, conta com intervenções em quatro eixos de debate, incluindo “português, língua pluricêntrica do século XXI” e “ensino e formação em língua portuguesa em contextos multilingues”.

No encontro, que decorre no Centro de Convenções de Díli, haverá ainda debates sobre “o potencial económico da língua portuguesa” e sobre o “português, língua de cultura, ciência e inovação”.

A conferência de abertura estará a cargo do ex-primeiro-ministro timorense Mari Alkatiri e está prevista a participação do ministro da Educação, Ciência e Ensino Superior de Cabo Verde, António Correia e Silva, e de outros representantes de Angola, Brasil, Moçambique, Portugal e Timor-Leste.

A presidente do Instituto Camões, Ana Paula Laborinho, a especialista brasileira Edleise Mendes, o professor Moisés Martins, da Universidade do Minho, o padre João Inocêncio Piedade e o presidente da comissão científica do IILP, Lourenço do Rosário, são outros dos participantes.

(Agência Lusa)

Facebook Comments

Comentários no Facebook