Portimão investe mais de 330 mil euros na recuperação de 60 espaços...

Portimão investe mais de 330 mil euros na recuperação de 60 espaços verdes

516
PARTILHE
Isilda Gomes afirma que um dos objectivos passa por possibilitar “melhores condições de ambiente e uma cidade mais atractiva e mais confortável para todos”

Mais de 11 hectares de espaços verdes nas zonas de maior tráfego e concentração de pessoas vão ser requalificados em Portimão.

A autarquia aprovou a adjudicação de um concurso público com vista à execução de obras de requalificação e manutenção das zonas verdes da cidade, num investimento total de cerca de 338.200 euros.

O objectivo é “recuperar e garantir espaços verdes condignos e bem mantidos em todo o município”, explica a autarquia portimonense em nota de imprensa enviada às redacções. Ao POSTAL, Isilda Gomes, presidente da Câmara de Portimão afirma que um dos objectivos da intervenção passa também por possibilitar “melhores condições de ambiente e uma cidade mais atractiva e mais confortável para todos”.

As primeiras áreas a serem intervencionadas serão os jardins da Praia da Rocha e os jardins da Fortaleza, uma vez que “são áreas muito visíveis e que têm estado bastante abandonadas”, refere a presidente. O município explica ainda que se tratam de zonas com “prioridade”, “de grande exposição e importância ao nível do turismo e de uma via que é a entrada e via de distribuição principal da cidade, pelo que a sua importância enquanto cartão-de-visita é por demais evidente”.

- Pub -

Áreas intervencionadas

Através desta adjudicação vão ser intervencionados os espaços verdes da Avenida Tomás Cabreira, Avenida do Rio Arade, Avenida das Comunidades Lusíadas, Avenida São Lourenço da Barrosa, Estrada da Rocha e zonas adjacentes a estas vias.

Os trabalhos incidem na recuperação ao nível das redes de rega, plantações, sementeiras, revestimentos e coberturas de solo para posteriormente se realizarem trabalhos de manutenção regular.

O objectivo é “recuperar e garantir espaços verdes condignos e bem mantidos em todo o município”, explica a autarquia portimonense

“Só teremos uma cidade e um município turisticamente atractivos se cuidarmos das zonas verdes e se cuidarmos da nossa cidade e é isso que vamos fazer”, diz Isilda Gomes, que garante que esta oportunidade de recuperar espaços “abandonados” da cidade resulta de um “esforço para tentar equilibrar as finanças” da Câmara de Portimão. “Neste momento temos de facto condições para avançarmos para esta requalificação”, assegura a autarca.

Recorde-se que em 2015 Portimão apresentou, segundo dados do Relatório e Contas de 2015, o melhor resultado financeiro de sempre, com resultados líquidos positivos, uma década depois.

Para além das obras em jardins, a presidente da câmara adianta que vai “fazer o arranjo dos pavimentos de arruamentos e de toda a sinalética vertical”, estando actualmente “a fazer as pinturas horizontais” da rede viária. “Tudo o que tiver a ver com os arranjos e a melhoria do ambiente e da qualidade de vida dos nossos concidadãos iremos fazê-lo”, conclui Isilda Gomes.

Câmara entrega manutenção de rotundas a privados

A autarquia portimonense desafiou, no início do ano, empresas privadas a celebrarem Contratos Patrocínio relativos à Manutenção de Rotundas do Município de Portimão, tendo como contrapartida a promoção de marcas nesses espaços.

“Através desse procedimento abriu-se a possibilidade de empresas privadas puderem ‘adoptar’ uma rotunda, pelo prazo de um ano, e assumirem a manutenção do espaço verde e como contrapartida activarem a publicidade da sua empresa/marca”, refere o município.

Do total das 14 candidaturas apresentadas chegaram ao fim sete entidades que desde dia 9 de Junho são responsáveis pela manutenção de nove rotundas de Portimão.

(Com Ricardo Claro)

Facebook Comments

Comentários no Facebook