Algarve já soma um morto por afogamento nas praias até 30 de...

Algarve já soma um morto por afogamento nas praias até 30 de Junho

398
PARTILHE
A minimização de riscos de afogamento e outros problemas durante uma ida à praia passa nomeadamente pela escolha de praias vigiadas

É o primeiro balanço de vítimas de afogamento desta época balnear e o Algarve já integra a lista das regiões afectadas, com um morto numa praia de Vila Real de Santo António, uma vítima que faleceu na Praia dos Três Pauzinhos, como o POSTAL noticiou, e que levou a Autoridade Marítima do Sul a aconselhar os banhistas a usarem praias vigiadas.

De acordo com a Autoridade Marítima Nacional, entre 1 de Maio e 30 Junho – dados revelados hoje – morreram quatro pessoas por afogamento nas áreas de jurisdição marítima.

Em comunicado enviado à agência Lusa, a Marinha revela que dois dos casos mortais ocorreram em zonas não vigiadas de jurisdição marítima, o primeiro, um jovem de 16 anos, na praia dos Três Pauzinhos, em Vila Real de Santo Antonio, a 10 de Junho, e o segundo, uma jovem de 14 anos, na Póvoa do Varzim, a 27 de Junho.

A terceira vítima mortal, um jovem de 17 anos, ocorreu na zona do Oceanário em Lisboa – uma zona fluvial não vigiada de jurisdição marítima -, enquanto a quarta morte, de um jovem de 20 anos, ocorreu na praia da Crestuma, no Douro.

- Pub -

Em relação à actividade dos nadadores salvadores nas praias vigiadas, houve a necessidade de 134 intervenções nas concessões e 147 em “praias não concessionadas abrangidas por sistemas integrados implementados”.

Foram igualmente assistidas 198 pessoas em primeiros socorros e realizaram-se 12 buscas com sucesso a crianças perdidas na praia.

(com Agência Lusa)

Facebook Comments

Comentários no Facebook

Shopping cart

Total
Shipping and discount codes are added at checkout.
Checkout