Cordão humano contra a exploração de petróleo na Ilha de Tavira

Cordão humano contra a exploração de petróleo na Ilha de Tavira

387
PARTILHE
Movimentos cívicos mantém viva a luta contra a prospecção e exploração de hidrocarbonetos na região. Não é a primeira vez que se realiza um cordão humano para contestar a exploração de petróleo, na imagem um protesto similar que ocorreu em Aljezur

A Ilha de Tavira é o local escolhido pelo Movimento Tavira em Transição para a realização de um cordão humano de contestação à exploração de gás natural e petróleo no Algarve.

O evento que terá lugar a 23 e 24 de Julho conta ainda com um sunset e apela, além da união contra a exploração e prospecção de hidrocarbonetos, pela opção por energias verdes.

A organização conta com o apoio da Câmara local e a iniciativa pretende fomentar o esclarecimento sobre as implicações da exploração de gás natural e petróleo através das intervenções de entendidos na área e também de figuras públicas que se dirigirão à população. 

No dia 23 de julho, pelas 10.30 horas, a abertura faz-se com esculturas na areia ao que se seguirão esclarecimentos públicos e música.

- Pub -

Um momento alto, no dia 24 de julho, palas 10.30 horas, será o Cordão Humano pelo fim dos contratos de exploração de gás e petróleo no Algarve e pela implementação de energias sustentáveis e renováveis.

Facebook Comments

Comentários no Facebook