Empresário João Rodrigues é o novo presidente do Farense

Empresário João Rodrigues é o novo presidente do Farense

737
PARTILHE
Antigo treinador do Farense Manuel Balela vai assumir as funções de director-desportivo

O empresário João Rodrigues, principal accionista da Sporting Clube Farense – Algarve Futebol, SAD, assumiu a liderança do conselho de administração da SAD que controla o futebol profissional do clube algarvio, despromovido ao Campeonato de Portugal.

A nomeação do novo líder ocorreu numa assembleia de accionistas, realizada na sequência da saída de António Barão, antigo presidente da SAD e do clube, revelou o presidente da assembleia geral da SAD, Luís Coelho, em comunicado.

António Correia, presidente interino do clube, e Rui Dias Gomes são os outros dois elementos nomeados para o conselho de administração.

João Rodrigues assumiu ainda, face à impossibilidade do clube e do outro accionista (Aníbal Guerreiro), a totalidade de um aumento de capital proposto para “liquidar, com carácter de urgência, dívida vencida, que impede o funcionamento mínimo da sociedade e a inscrição da equipa em competições desportivas”.

- Pub -

Segundo Luís Coelho, os accionistas concluíram que a situação financeira das duas instituições (clube e SAD) “é de carência absoluta, com dívidas vencidas avultadas que colocam em sério risco a sua solvabilidade imediata e futura”.

Os accionistas recomendaram “o apuramento cabal e pormenorizado das reais situações financeiras do clube e SAD”, a serem apresentadas nas respectivas assembleias gerais.

Fonte do clube disse à Lusa que o antigo treinador do Farense Manuel Balela vai assumir as funções de director-desportivo, com o objectivo de formar um plantel capaz de garantir o regresso à II Liga.

Após três anos consecutivos na II Liga, na sequência de uma ausência de dez anos das competições profissionais, o Farense foi despromovido ao terceiro escalão do futebol nacional depois de ter terminado a última temporada no 20.º lugar.

A época ficou marcada pela perda de dois pontos, no âmbito do caso relativo ao jogador Harramiz, emprestado pelo Benfica, que alinhou frente ao Benfica B, em jogo da 36.ª jornada, acabando por originar um castigo ao Farense.

Com esses dois pontos, o Farense teria terminado a II Liga com 56 pontos, fora da zona de despromoção.

(Agência Lusa)

Facebook Comments

Comentários no Facebook