Mais de 3 mil garrafas de vinho foram recolhidas do rio Arade...

Mais de 3 mil garrafas de vinho foram recolhidas do rio Arade em Lagoa

402
PARTILHE
O vinho foi submergido nas águas do rio Arade, a uma temperatura constante rondando os 14 graus

Como forma de comemorar o galardão “Cidade do Vinho 2016” atribuído a Lagoa, a Câmara Municipal desenvolveu uma parceria com a Única – Adega Cooperativa do Algarve e a “From Algarve”, no sentido de submergir, nas águas do rio Arade, no Sítio das Fontes, 3.200 garrafas de vinho seleccionado Lagoa DOP 2014, oriundo das melhores castas cultivadas no concelho.

Dezenas de convidados assistiram à retirada das grades com o vinho, em garrafas cobertas de lama

Após os 14 meses em que o vinho esteve em barricas de carvalho, foi engarrafado – sendo garantida, desde logo,  a  protecção das garrafas através da lacagem das rolhas – e acondicionado em grades próprias, sendo então submergido nas águas do Arade, a uma temperatura constante rondando os 14 graus, com ausência de luz e movimento durante todo o estágio de adormecimento, que durou 3 meses.

No dia 1 de Julho, data prevista para o levantamento das garrafas, dezenas de convidados assistiram com curiosidade e admiração ao trabalho dos funcionários da Câmara que, uma a uma, foram retirando as grades com o vinho, em garrafas cobertas de lama.

O vereador Luís Encarnação resumiu o que foi pretendido com esta forma de envelhecimento, com o objectivo de valorizar o vinho, dando-lhe um gosto mais “local”, na presença do presidente da Câmara, Francisco Martins e dos parceiros da iniciativa.

Esta iniciativa voltará a ser tema na Fatacil, que decorre no mês de Agosto
- Pub -

A parte da explicação técnica foi defendida pelo enólogo João do Ó Marques, que referiu ser um vinho de “vinhas velhas” com um grande potencial de evolução e envelhecimento e que o seu paladar áspero enquanto jovem lhe abre campo para evoluir.

O vinho ainda sofrerá análises de qualidade que permitam definir a diferença do vinho original para o estagiado

Vai seguir-se a rotulagem das garrafas do vinho que ainda sofrerá análises de qualidade que permitam definir a diferença do vinho original para o estagiado e só depois será posto no mercado.

A terminar, o vereador agradeceu aos presentes e realçou o trabalho de todos na promoção desta iniciativa, que não está terminada, pois voltará a ser tema na Fatacil no mês de Agosto.

Facebook Comments

Comentários no Facebook