Monchique está em risco ‘máximo’ de incêndio

Monchique está em risco ‘máximo’ de incêndio

326
PARTILHE
O risco de incêndio determinado pelo IPMA engloba cinco níveis, que podem variar entre “reduzido” e “máximo”

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou em risco máximo de incêndio os concelhos de Monchique, Mação e Sardoal (Santarém), Vila de Rei e Oleiros (Castelo Branco), Castanheira de Pera e Pedrógão Grande (Leiria), Pampilhosa da Serra, Arganil, Góis e Lousã (Coimbra), Sabugal, Guarda, Celorico da Beira, Fornos de Algodres, Aguiar da Beira, Trancoso (Guarda) e Sernancelhe (Viseu).

Em risco “muito elevado” e “elevado” de incêndio estão vários concelhos de todos os distritos de Portugal continental.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA engloba cinco níveis, que podem variar entre “reduzido” e “máximo”.

O cálculo é feito com base nos valores observados às 13 horas de cada dia, relativamente à temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

- Pub -

O IPMA prevê para esta terça-feira no Sul períodos de céu muito nublado, diminuindo de nebulosidade nas regiões do Alentejo a partir da tarde, vento fraco, soprando temporariamente moderado de Sueste no Algarve até meio da tarde e de Noroeste no litoral Oeste durante a tarde, e pequena subida da temperatura máxima.

(Agência Lusa)

Facebook Comments

Comentários no Facebook