Algarve aposta no ‘birdwatching’ como produto turístico complementar

Algarve aposta no ‘birdwatching’ como produto turístico complementar

392
PARTILHE
A aposta da ATA neste produto específico visa fortalecer a oferta do chamado turismo de natureza

Ao marcar presença na British Birdwatching Fair, a maior feira internacional dedicada ao birdwatching, o Algarve vinca a aposta na promoção da actividade como produto estratégico e complementar à oferta do destino. 

Presentes no evento estiveram a Associação Turismo do Algarve (ATA), a agência responsável pela promoção turística da região junto dos mercados externos, juntamente com a Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA).

Este evento, que tem lugar todos os anos em Inglaterra, destina-se a todos os entusiastas, profissionais ou amadores, interessados pelas aves e pela sua observação, atraindo, em cada edição, milhares de visitantes provenientes de vários países. A participação da ATA nesta feira assume um carácter estratégico, tendo como objectivo promover e posicionar o Algarve como um destino de referência para a prática do birdwatching.

Sendo uma das regiões com mais potencial para a observação de aves em Portugal, dada a grande diversidade de habitats e de espécies que apresenta (algumas delas endémicas), a aposta da ATA neste produto específico visa fortalecer a oferta do chamado turismo de natureza.

- Pub -

Este nicho de mercado tem vindo a registar uma adesão muito significativa para o turismo do Algarve, em parte devido ao facto de aqui se concentrarem importantes “hot spots” para a observação de aves, entre os quais se destacam o Sapal de Castro Marim, a Ria Formosa e a Lagoa dos Salgados. Por esta razão, são cada vez mais os entusiastas que visitam este destino com a perspectiva de aumentar as suas listas de espécies de aves observadas.

Dada a elevada projecção internacional da feira, durante a sua participação na British Birdwatching Fair, a ATA aproveitou a oportunidade para dar destaque à promoção do Festival de Observação de Aves em Sagres, um evento que, desde 2010, ocorre anualmente nessa península, no outono, altura do ano em que as aves estão a migrar para sul, tornando essa época uma das mais interessantes para a sua observação. 

A presença da ATA nesta feira foi também relevante no que diz respeito à realização de parcerias com operadores internacionais especializados neste produto, com especial enfoque nos mercados emissores predominantes (Reino Unido, Alemanha e Holanda), mas também em mercados com elevado potencial de crescimento para a região, como é o caso da França, Escandinávia e Estados Unidos da América.

Facebook Comments

Comentários no Facebook