Cinema ao ar livre no cemitério de Cacela Velha

Cinema ao ar livre no cemitério de Cacela Velha

380
PARTILHE
Documentário produzido pelo jovem cineasta português estreou em 2015

O ciclo de cinema “Sob as estrelas em Cacela Velha”, já na sua sétima edição, regressou na noite passada ao antigo cemitério de Cacela Velha com o filme “O Botão de Nácar”, de Patricio Guzmán.

No próximo dia 6 de Setembro, pelas 22 horas, as portas abrir-se-ão novamente para quem quiser assistir ao documentário de Jorge Pelicano “Pára-me de Repente o Pensamento”.

“Pára-me de repente o pensamento/Como que de repente refreado/Na doida correria em que levado/Ia em busca da paz, do esquecimento…”. Assim começa o poema publicado em 1915 na revista “Orpheu”, da autoria de Ângelo de Lima. Em 1894, o poeta e pintor foi internado no Centro Hospitalar Conde de Ferreira (Porto) com o diagnóstico de “delírio de perseguição”. Para reencontrar a personagem para a sua peça de teatro, o actor Miguel Borges decide passar três semanas com os actuais pacientes do hospital. Durante esse tempo, partilha com eles as conversas, as refeições, as terapias, o café e os cigarros. O documentarista Jorge Pelicano (“Ainda Há Pastores” e “Pare, Escute, Olhe”) pega na câmara e segue os seus passos, filmando 250 horas desse convívio e aprendizagem. A montagem final resultou num tratado de uma hora e meia sobre a loucura e a lucidez.

A entrada custa 2,50 euros, sendo livre para os residentes em Cacela Velha.

- Pub -

A organização do ciclo está a cargo da Câmara de Vila Real de Santo António / Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela, com a colaboração do Cineclube de Faro.

Facebook Comments

Comentários no Facebook