Crianças em risco e adultos com deficiência estreiam peça inclusiva

Crianças em risco e adultos com deficiência estreiam peça inclusiva

246
PARTILHE
Espectáculo estreia na próxima sexta-feira no Cine-Teatro Louletano

Uma associação cultural sediada no Algarve estreia em Setembro um espectáculo que combina a dança e a música, no âmbito de um projecto de inclusão pela arte, que une adultos com deficiência e crianças em risco de exclusão social.

Segundo disse à Lusa a coreógrafa e responsável pela associação “corpodehoje”, Ana Borges, o espectáculo “Dream First – Ouvir a Dança” reúne em palco 24 pessoas, metade das quais crianças entre os 6 e os 12 anos, havendo também adultos da comunidade e utentes de uma instituição para pessoas com deficiência de Tavira.

“Procurámos quebrar o automatismo em que muitas crianças vivem e despertá-las para o sonho como mecanismo de acção produtiva na vida, escutando o corpo e as suas sonoridades e trabalhando a coordenação motora e a percepção corporal para chegar à autoconfiança, ao autoconhecimento, trabalhando a relação com o outro e a união entre o grupo”, descreveu Ana Borges.

O espectáculo, que estreia na sexta-feira em Loulé, no Cine-Teatro, subindo depois ao palco do auditório municipal de Olhão no dia 09, visa promover a inclusão através da dança e da percussão corporal, “usando o corpo como próprio instrumento e estabelecendo uma relação directa entre a dança, a música e sonho como veículo criador de movimento”, acrescentou.

- Pub -

De acordo com a coreógrafa, o título “Dream first” tem a ver com a ideia de “buscar as emoções e pôr o sonho em primeiro lugar, passando depois à acção, sendo um misto entre seguir o sonho, aquilo que motiva o bem-estar e felicidade na vida, e procurar o invisível”.

Projecto que dá origem ao espectáculo começou em Novembro de 2015

O projecto que dá origem ao espectáculo começou em Novembro de 2015, altura a partir da qual 30 crianças participaram, durante seis meses, em oficinas de dança em Olhão e em Tavira, embora também participem crianças de Loulé.

Depois, para concretizar a segunda fase do projecto, foram seleccionadas 12 crianças, que apresentavam maior aptidão para participar no espectáculo.

O evento foi concebido e é dirigido Ana Borges, com a colaboração da assistente coreográfica Sara Martins, sendo que, ao longo da preparação da peça, o grupo foi acompanhado por uma psicóloga.

A direcção musical cabe a Tiago Rêgo e a criação sonora é de Razguzz, que vai manipular ao vivo a música criada para a peça.

O projecto tem o apoio da SIC Esperança, em parceria com o Portugal Masters Golf e as autarquias de Olhão e Loulé.

A classificação etária é para maiores de seis anos, com a duração de 45 minutos e os bilhetes custam três euros.

A associação cultural “corpodehoje” foi constituída a 10 de Novembro de 2008, com sede em Tavira, e é uma estrutura que visa a criação e produção de objectos artísticos e culturais, abrangendo as vertentes artística e pedagógica.

(Agência Lusa)

Facebook Comments

Comentários no Facebook