Festival do Marisco: todas as rotas vão dar a Olhão a partir...

Festival do Marisco: todas as rotas vão dar a Olhão a partir de amanhã

401
PARTILHE
Os ritmos africanos brilham no palco do Festival do Marisco com C4 Pedro

São algumas das melhores vozes do país e trazem ao Algarve muito do que de melhor se faz em termos de música nacional.

Integram o cartaz do Festival do Marisco que promete, como sempre, arrastar largos milhares de pessoas até ao Jardim Pescador Olhanense entre os dias 9 e 14 deste mês.

Agosto não seria o mesmo sem o mais importante festival da região, que alia de forma única os frutos do mar da Ria Formosa, a melhor arte culinária do Algarve e a boa música, numa frente de mar de que poucas terras algarvias se podem gabar.

A cidade que se estende à beira-ria no coração da reserva natural faz jus ao epíteto de capital da Ria Formosa e reserva para os vistantes do Festival do Marisco, muito que comer, que beber e que escutar e ver num evento que é incontornável no Verão da região.

- Pub -

Camarão, sapateiras, arroz de marisco, a célebre vila de amêijoas, arroz de lingueirão, açorda de marisco, caranguejos, amêijoas abertas ao natural, ostras e muito, muito mais são as iguarias ímpares que todos os que rumarem a Olhão durante os dias do festival vão poder saborear.

O ambiente esse é igual ao de sempre, único, animado, especial e convidativo nas noites em que ao calor do Agosto algarvio se unem os sorrisos francos e abertos e a arte de bem receber dos olhanenses.

Bilhetes mais baratos nesta edição

Nesta edição a Fesnima, empresa municipal olhanense responsável pela organização do Festival do Marisco, apostou na redução dos preços das entradas para conquistar ainda mais público, que decerto se somará aos milhares que anualmente fazem do evento um dos mais concorridos da agenda estival.

As entradas vão variar entre os cinco e os oito euros, respectivamente para os dias 9, 10, 11 e 13 (datas em que pontificam Áurea, Expensive Soul, Os Azeitonas e Camané) e para os dias 12 e 14, que acolherão no palco C4 Pedro e Xutos & Pontapés.

Animação e diversão são as palavras de ordem do evento maior do calendário anual de Olhão e já se prepara tudo na baixa da cidade para que a frente ribeirinha acolha nas melhores condições possíveis os comensais e os convivas a partir da próxima terça-feira.

Absolutamente imperdível ou não fosse o Festival do Marisco a mais importante oferta de animação do concelho de Olhão, o evento decerto não deixará de proporcionar, a todos os que dos quatro cantos do Algarve escolhem a cidade cubista como ponto de passagem neste seis dias, momentos culturais de excepção.

Nesta 31ª edição, a aposta na qualidade dos produtos do mar e da Ria Formosa promete manter-se. “Aliás, esse é um dos pontos de honra deste evento desde a primeira hora: gastronomia confeccionada no local e no momento!”, afirma a autarquia liderada por António Miguel Pina.

E ninguém duvide da promessa de que o que de melhor a Ria Formosa tem para oferecer se poderá provar por terras olhanenses, é que a arte de bem cozinhar marisco é dominada há séculos pelas gentes de Olhão, timbradas na arte de mariscar e pescar e de levar à mesa pratos dignos de louvor com aquilo que o mar dá e que a ria tempera com um gosto único e indesmentível na excelência.

Perder este momento seria um pecado, por isso já sabe, Olhão tem de constar da sua agenda.

Facebook Comments

Comentários no Facebook