Ministra do Mar surpreendida e indecisa com tanto marisco no festival de...

Ministra do Mar surpreendida e indecisa com tanto marisco no festival de Olhão

324
PARTILHE
“Encantada” com a primeira visita a este evento, a ministra do Mar reconheceu que o Festival do Marisco é uma “iniciativa muito importante”

Desde as paelhas, às ostras, aos camarões, tem tudo tão bom aspecto que eu vou ter alguma dificuldade em escolher o que vou jantar”, disse Ana Paula Vitorino no arranque da 31ª edição do Festival do Marisco que abriu portas em Olhão esta terça-feira.

“Encantada” com a primeira visita a este evento, a ministra do Mar reconheceu que o Festival do Marisco é uma “iniciativa muito importante para validar o turismo, a gastronomia local e a economia do mar”. Durante o passeio de inauguração da iniciativa a responsável confessou-se, ainda, surpreendida com o número de visitantes presentes que se encontravam no recinto na primeira hora do certame.

Abriu agora e já está aqui muita gente e espero que venha muito mais durante os próximos dias”, frisou.

O Festival, que este ano optou por uma redução do valor das entradas, arrancou com Áurea e casa cheia

O Festival, que este ano optou por uma redução do valor das entradas, arrancou com Áurea e casa cheia. Muito marisco, muita gente e “muito tempo de espera nos stands de venda de bebidas”, lamentaram alguns visitantes.

- Pub -

Sapateiras, santolas, lavagantes, ostras, gambas, camarões, amêijoas, conquilhas ou berbigões fazem crescer água na boca a qualquer um, assim como as famosas açordas de marisco, cataplanas, arroz de marisco ou paellas.

Tudo para degustar ao som de um cartaz musical de peso que encerra no dia 14 (domingo) com os clássicos dos “reis do Rock” Xutos & Pontapés. As portas do certame estão abertas entre as 19.30 e as 1.30 horas.

Facebook Comments

Comentários no Facebook