Acidentes rodoviários no Algarve aumentam cerca de 10% relativamente a 2015

Acidentes rodoviários no Algarve aumentam cerca de 10% relativamente a 2015

654
PARTILHE
Faro é o quarto distrito de Portugal com maior registo de acidentes rodoviários

Os acidentes nas estradas algarvias provocaram, entre 1 de Janeiro e 15 de Setembro deste ano, 108 mortos, menos 11 do que em igual período do ano passado. Ainda assim os desastres aumentaram cerca de 10 por cento, avançam os dados da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR).

A ANSR, que reúne dados da PSP e da GNR, indica que, entre 1 de Janeiro e 15 de Setembro, ocorreram 7643 acidentes rodoviários, mais 717 do que no mesmo período de 2015, quando se registaram 6926.

Faro é o quarto distrito de Portugal com maior registo de acidentes rodoviários, neste período, mas é em Lisboa (45) e Aveiro (28) onde se registam mais mortos,  seguido-se Leiria e Setúbal, com 25 cada um.

Os dados da ANSR dizem respeito aos mortos cujo óbito ocorreu no local do acidente ou a caminho do hospital.

- Pub -

A nível nacional o número de acidentes aumentou 5,5%

A nível nacional,  os acidentes nas estradas portuguesas provocaram este ano 305 mortos, menos 22 do que em igual período de 2015, indicou hoje a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), quando se assinala o Dia Europeu Sem Mortes na Estrada.

Por sua vez, o número de acidentes aumentou 5,5 por cento este ano, tendo-se registado, entre 1 de Janeiro e 15 de Setembro, 89.368 desastres rodoviários, mais 4.727 que no mesmo período de 2015, quando tinham ocorrido 84.641.

Já a Guarda é o distrito com menos vítimas mortais este ano, registando três mortos.

Os acidentes rodoviários provocaram também 1.439 feridos graves, menos 167 do que período idêntico de 2015.

A ANSR indica ainda que, até 15 de Setembro, 26.857 pessoas sofreram ferimentos ligeiros.

O Dia Europeu Sem Mortes na Estrada é hoje assinalado em toda Europa e tem como objectivo reduzir o número de mortes em acidentes rodoviários, tendo a aspiração de registar zero mortes no dia escolhido para a data.

Em Portugal, a data é celebrada com um debate organizado, em Lisboa, pela Associação Nacional de Centros de Inspecção Automóvel (ANCIA), em colaboração com a TISPOL (Rede Europeia de Polícias de Trânsito), representada em Portugal pela GNR, e a Associação Estrada Mais Segura, participando ainda na iniciativa o presidente da ANSR, Jorge Jacob.

(Com Agência Lusa)

Facebook Comments

Comentários no Facebook