Auditório Municipal de Lagoa recebe ’12 Canções Faladas e 1 Poema Desesperado’

Auditório Municipal de Lagoa recebe ’12 Canções Faladas e 1 Poema Desesperado’

299
PARTILHE
Napoleão Mira nasceu em no concelho de Castro Verde em 1956

O Auditório Municipal de Lagoa vai ser palco do espectáculo de apresentação do álbum “12 Canções Faladas e 1 Poema Desesperado”, de Napoleão Mira & Reflect, no próximo dia 5 de Outubro, pelas 21.30 horas.

Napoleão Mira nasceu em Entradas, Castro Verde, em 1956 e vive no concelho de Lagoa desde 1983.

Na música criou “Pratica(mente)” e “Slides – Retratos da Cidade Branca” para o aclamado disco “Pratica(mente)” de Sam The Kid, seu filho, com quem criou e interpretou para o primeiro “Festival Silêncio” o espectáculo “Palavras Nossas”.

Participou com o tema “Subúrbio” no disco “Eu e os Meus” de Dino & The Soulmotion. Em 2010 lançou o livro “Ao Sul” – uma compilação das suas melhores crónicas. Em 2012 participou nos trabalhos discográficos “Mixtape lI” da reconhecida banda Orelha Negra e “Em Nosso Nome” de Sir Scratch. No mesmo ano lançou o seu primeiro romance com o título “Fado”. Em 2014 editou o livro de crónicas “De Coração D’lnteriores” e em 2016 lançou o trabalho discográfico “12 Canções Faladas e 1 Poema Desesperado”.

- Pub -

A sua paixão pela palavra dita, pelas canções faladas – como gosta de lhes chamar – ganha outro impulso depois de se associar aos Reflect. Foram, assim, nascendo novos temas e outras roupagens musicais para os seus poemas intemporais. Dessa simbiose nasceu a performance de “spoken word”: “12 Canções Faladas e 1 Poema Desesperado”, que agora apresenta em Lagoa, tendo como artistas convidados Moços da Aldêa, Ruben Ramos e Tiago Ramos.

Facebook Comments

Comentários no Facebook