Esperadas seis mil pessoas no Festival do Perceve de Vila do Bispo

Esperadas seis mil pessoas no Festival do Perceve de Vila do Bispo

689
PARTILHE
A organização estima que, durante os três dias do evento, sejam consumidos entre 800 e mil quilogramas de perceves

Cerca de seis mil pessoas são esperadas entre sexta-feira e domingo, no quinto Festival do Perceve, em Vila do Bispo, no Algarve, marisco considerado como um dos ícones daquele concelho algarvio, disse à Lusa fonte da organização.

“As expectativas para a edição deste ano são as de ultrapassar o número de cinco mil visitantes do ano passado, porque o evento tem crescido de ano para ano”, disse à agência Lusa Bruno Dias, da Associação dos Marisqueiros de Vila do Bispo, a entidade organizadora.

Aquele responsável estima que, durante os três dias do evento, sejam consumidos entre 800 e mil quilogramas de perceves, “um dos mariscos mais procurados” e uma referência do concelho, cujo preço por quilograma é de 30 euros.

Além do perceve, o evento disponibiliza diversas iguarias da cozinha local e regional, confeccionadas à base de marisco, como as papas de xerém (prato típico algarvio com farinha de milho e marisco), polvo frito, mexilhões, burgaus e lapas.

- Pub -

“Apesar de serem comercializados outros mariscos, as pessoas preferem os perceves, tendo sido consumidos cerca de 700 quilogramas daquele marisco no ano passado”, sublinhou Bruno Dias.

O evento, que já faz parte do calendário gastronómico anual do Algarve, vai decorrer este ano numa tenda com uma área de cerca de mil metros quadrados, com capacidade para mil pessoas sentadas.

“Devido ao aumento esperado de pessoas, decidimos mudar o local do festival com melhores condições de acolhimento, passando para uma tenda de grandes dimensões em vez do pavilhão desportivo da escola”, observou Bruno Dias.

O Festival do Perceve de Vila do Bispo apresenta, também, um vasto cartaz de animação musical com grupos regionais, custando o bilhete de entrada 2 euros com uma bebida incluída.

O recinto funciona de sexta-feira a domingo entre as 14 e as 2 horas.

(Agência Lusa)

Facebook Comments

Comentários no Facebook