Faro é a única cidade a registar valores de ruído ambiente abaixo...

Faro é a única cidade a registar valores de ruído ambiente abaixo do limite legal

257
PARTILHE
As medições foram realizadas na Avenida Calouste Gulbenkian

As cinco cidades portuguesas onde a Zero – Associação Sistema Terrestre Sustentável promoveu esta quarta-feira medições de ruído com recurso a uma aplicação para telemóveis registaram valores médios acima do limite legal de 65 decibéis [dBA].

“Todas as medições estiveram bem acima do limite legal. A [cidade] que se comportou melhor foi Faro. Estamos muito longe do cumprimento da legislação “, disse à agência Lusa Carla Graça, da Zero.

De acordo com os dados recolhidos pela associação, em 24 medições efectuadas em períodos mínimos de 10 minutos, na hora de ponta da manhã (entre as 07.35 e as 09.40 horas), Lisboa registou os valores mais elevados (entre 71 e 72 dBA), seguida de Leiria (69 a 71 dBA), Porto (69 e 70 dBA) e Funchal (65 a 68 dBA).

Faro foi a única cidade a registar valores médios abaixo do limite legal (57 decibéis antes das 8 horas e o mesmo valor em três medições entre as 8.10 e as 8.55 horas), mas às 9.05 horas o registo subiu para os 69 dBA “talvez porque em Faro a hora de ponta comece mais tarde”, notou Carla Graça.

- Pub -

A responsável disse ainda que Leiria constituiu “uma surpresa” pelos valores “elevados” ali registados – as medições foram efetuadas na Praça da República, junto à Câmara Municipal – precisando que embora os valores das cinco cidades “possam parecer baixos”, um aumento de um decibel “é um aumento considerável do nível de ruído, porque é uma escala logarítmica e não aritmética”.

Ainda segundo Carla Graça, todas as cinco cidades alvo das medições possuem mapas de ruído, mas apenas Lisboa tem medidas de redução aprovadas: “O Porto ou não tem ou não estão certificadas pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e em Leiria estão em desenvolvimento, o que mostra que há muito ainda a fazer neste campo”, declarou.

Carla Graça lembrou ainda que as medições hoje efetuadas, no penúltimo dia da Semana Europeia da Mobilidade, “não são propriamente legais”- já que utilizaram uma aplicação para telemóvel que pode ser descarregada gratuitamente e não equipamentos certificados – mas que a ação teve como objetivo “alertar as pessoas” para o ruído em “zonas críticas” das cidades.

“Qualquer pessoa pode utilizar uma aplicação [do género da utilizada] e assim ter a noção dos níveis de ruído que a rodeiam”, adiantou.

As medições foram realizadas em zonas de muito trânsito automóvel – denominadas zonas mistas – em Lisboa (Campo Grande), Porto (viaduto sobre a VCI da Avenida da Boavista), Faro (Avenida Calouste Gulbenkian), Funchal (Avenida Calouste Gulbenkian) e Leiria (Praça da República).

Segundo a Zero, os níveis de ruído ambiente nas zonas mistas não deverão ultrapassar 65 dBA durante o dia e os 55 dBA entre as 23 e as 7 horas. Em zonas de escolas, hospitais, jardins ou exclusivamente residenciais, que deveriam estar classificadas como zonas sensíveis, os níveis deverão ser 10 dBA abaixo dos verificados em zonas mistas.

(Agência Lusa)

Facebook Comments

Comentários no Facebook