Município de Castro Marim e Regimento de Engenharia Militar visitam reabilitação de...

Município de Castro Marim e Regimento de Engenharia Militar visitam reabilitação de caminhos agrícolas

506
PARTILHE
A intervenção arrancou no dia 19 de Setembro na freguesia de Odeleite

Na sequência de um protocolo estabelecido entre a Câmara de Castro Marim e o Regimento de Engenharia Militar nº1, sediado em Tancos, estão a decorrer os trabalhos de desenvolvimento e melhoramento da rede viária rural das freguesias de Odeleite e Azinhal.

Na terça-feira o executivo da autarquia e o Comandante do Regimento de Engenharia nº1 (RE1), o Coronel de Engenharia, João Paulo de Almeida, deslocaram-se à Tenência, freguesia de Odeleite, numa visita aos trabalhos em curso.

A intervenção arrancou no dia 19 de Setembro, na freguesia de Odeleite, e os trabalhos assentam na beneficiação de caminhos agrícolas e acessos numa extensão aproximada de 100 quilómetros nas freguesias de Odeleite e Azinhal, na abertura de novos caminhos agrícolas dispersos pelo concelho, perfazendo cerca de 6 quilómetros, na manutenção de faixas de gestão de combustível para prevenção de fogos florestais e na limpeza de uma linha de água na Ribeira do Álamo. 

O equipamento e grupo de trabalho necessários à intervenção são da responsabilidade do Regimento de Engenharia Militar nº1

“O concelho de Castro Marim tem uma extensa rede viária rural, cuja manutenção e reabilitação implica uma grande disponibilização de recursos humanos e técnicos que a autarquia não pode, para já, comportar. Esta parceria com o Exército Português permite-nos intervir em algumas das zonas mais críticas e com maior necessidade e permite aos nossos munícipes cultivarem os seus terrenos e recolherem e transportarem os seus frutos”, sublinhou o presidente da Câmara de Castro Marim, Francisco Amaral, citado em nota de imprensa enviada às redacções.

Todo o equipamento e grupo de trabalho necessários à intervenção são então da responsabilidade do Regimento de Engenharia Militar nº1, ao passo que à Câmara de Castro Marim compete suportar os custos da alimentação, alojamento e compensação dos militares envolvidos, assim como o fornecimento de combustíveis e materiais necessários à execução dos trabalhos e ao funcionamento do equipamento e viaturas militares utilizados.

Facebook Comments

Comentários no Facebook