Portugal Masters: Melo Gouveia passa cut e promete continuar bem no fim-de-semana

Portugal Masters: Melo Gouveia passa cut e promete continuar bem no fim-de-semana

524
PARTILHE
Ricardo Melo Gouveia considerou que o 18º lugar provisório é, para já, um bom resultado

O golfista Ricardo Melo Gouveia mostrou-se esta sexta-feira muito satisfeito com os resultados obtidos no Portugal Masters, prova do circuito europeu, na qual já garantiu presença nas duas rondas decisivas, com um agregado de 134 pancadas (-8 par).

“Hoje joguei outra vez muito bem, não meti tantos ‘putts’ e só um mau ‘swing’ no sete dificultou o buraco, mas estou contente”, disse o golfista algarvio, que segue, provisoriamente, no grupo dos classificados na 18ª posição.

Esta sexta-feira, no Oceânico Victória (par 71), em Vilamoura, Melo Gouveia marcou 68 pancadas, mais duas que na volta de quinta-feira, tendo conseguido quatro ‘birdies’ (uma pancada abaixo do par) e um ‘bogey’ (uma acima).

“Finalmente este ano consegui fazer um bocadinho o que tinha feito o ano passado, cometi poucos erros e consegui alguns ‘birdies’, estou muito contente”, disse o golfista, que em 2015 terminou a prova na 31ª posição.

Ricardo Melo Gouveia, que antes do início da prova, que distribui prémios no valor de dois milhões de euros, assumiu o desejo de ficar no ‘top-10’, considerou que o 18º lugar provisório é, para já, um bom resultado.

“Estou muito satisfeito por estar nesta posição e pela maneira como o meu jogo evoluiu desde o último torneio e agora é continuar para o fim-de-semana”, referiu.

Fora das duas voltas decisivas ficou Pedro Figueiredo, apesar de ter melhorado da primeira para a segunda volta, tendo marcado 74 ‘shots’ na quinta-feira e 70 esta sexta-feira.

“Hoje foi um dia no qual joguei melhor que ontem [quinta-feira], tive mais oportunidades para ‘birdie’, mas, infelizmente, não consegui concretizar. Eu sabia que precisava de uma volta bastante baixa [para passar o ‘cut’], cinco ou seis abaixo pelo menos, não consegui, mas sinto que joguei bem e que há melhorias no meu jogo”, afirmou.

O golfista, que recentemente firmou uma parceira desportiva com o Benfica, explicou que o Portugal Masters foi o seu último torneio da época e admitiu que há várias hipóteses em estudo para o futuro.

“Foi o último torneio desta época, agora vou sentar-me com a minha equipa e pensar em que circuito irei jogar, porque, para o ano, não terei o cartão ‘challenge’ como tive nos últimos dois anos. Talvez jogar a escola de qualificação da Ásia”, referiu.

Fora das duas voltas decisivas do torneio ficaram também, para já, os profissionais portugueses João Carlota, que somou um agregado de 145 pancadas (+3 par) e Tiago Cruz, que marcou um total de 151 (+9 par), e os amadores Pedro Lancart Silva, com 144, e Tomás Silva (153).

Ainda a disputar a segunda volta, que é liderada pelo escocês Marc Warren, que soma 128 ‘shots’ (-14 par), estão os portugueses Hugo Santos e João Ramos.

(Agência Lusa)

Facebook Comments

Comentários no Facebook