Anunciados projectos vencedores do Orçamento Participativo de Lagos

Anunciados projectos vencedores do Orçamento Participativo de Lagos

594
PARTILHE
Durante quatro semanas estiveram em votação 12 projectos propostos pelos munícipes
Durante quatro semanas estiveram em votação 12 projectos propostos pelos munícipes

A fase de votação do segundo Orçamento Participativo (OP) de Lagos chegou ao fim no passado dia 30 de Setembro, tendo sido apurados cinco projectos, no valor global de 142 mil e 500 euros. O executivo municipal propôs, em reunião pública, o apuramento de um sexto projecto para integrar o Orçamento Municipal para 2017.

Os projectos vencedores do Orçamento Participativo 2017 foram: a criação de um Parque Biossaudável em Odiáxere, o Ajardinamento do Largo frente à Creche e Jardim de Infância – Odiáxere, a aquisição de uma Viatura Lagos Ecológico para as antigas freguesias de São Sebastião e Santa Maria, a Requalificação da Rua 25 de Abril e Rua das Parreiras em Bensafrim e o projecto Barão Convida – espaço de artes e tradições em Barão de S. João.

Para além destes, o executivo municipal levou para aprovação em Reunião de Câmara decorrida no dia 12, a proposta para o apuramento do projecto 16, cujo valor é de 50 mil euros e que consiste num Espaço de Criação para Jovens e Oficinas partilhadas no Espaço Jovem, pertencente às antigas freguesias de São Sebastião e Santa Maria (uma vez que existia um remanescente de 60 mil euros nestas freguesias urbanas).

Durante quatro semanas, entre os dias 5 e 30 de Setembro, estiveram em votação 12 projectos, devidamente validados pela equipa técnica da autarquia, para os quais se indicam abaixo as respectivas votações do público. Seis serão agora integrados no Orçamento Municipal para 2017, correspondendo a um valor global de 192 mil e 500 euros.

De salientar que o Orçamento Participativo pretende incentivar a cidadania activa, promovendo a participação e envolvimento dos cidadãos nas dinâmicas de governação local e na definição de prioridades, e garantir a sua intervenção no processo de decisão sobre a afetação de recursos às políticas públicas municipais.

Para além de algumas alterações/actualizações ao documento que regulamenta as regras do OP, está também a ser estudada a possibilidade do valor remanescente (não financiado) neste Orçamento poder ser acrescido à verba do próximo OP.

Mais informações sobre o processo do Orçamento Participativo disponíveis em www.cm-lagos.com.

Facebook Comments

Comentários no Facebook