UAlg espera ‘atrair estudantes e investigadores americanos’ após visita da Fulbright

UAlg espera ‘atrair estudantes e investigadores americanos’ após visita da Fulbright

560
PARTILHE
A comitiva teve oportunidade de conhecer os serviços ao dispor dos estudantes internacionais

Vários representantes da Comissão Fulbright visitaram a Universidade do Algarve (UAlg), no dia 28 de Outubro, para ficarem a conhecer mais de perto a academia algarvia, as potencialidades dos cursos, as infra-estruturas e o pessoal académico e técnico.

A visita surgiu no âmbito de uma iniciativa da Comissão Fulbright, em Lisboa, intitulada ‘Portugal/U.S. Exchange Training Program for Higher Education International Relations Officers’. Das 10 instituições de Ensino Superior que estiveram representadas – Universidade do Porto, Universidade de Aveiro, Instituto Politécnico de Lisboa, Instituto Politécnico de Setúbal, ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa, Instituto Superior Técnico, Instituto Superior de Economia e Gestão e UAlg -, apenas seis foram seleccionadas para visitar, tendo sido a UAlg uma das escolhidas.

A visita surgiu no âmbito de uma iniciativa da Comissão Fulbright, em Lisboa

A comitiva teve ainda a oportunidade de conhecer in loco os serviços que a academia tem ao dispor de todos os estudantes internacionais e, segundo o Gabinete de Relações Internacionais e Mobilidade (GRIM) da UAlg, “espera-se que este seja mais um passo para a Universidade atrair estudantes e investigadores americanos”.

Composta por Dorian Rosca, representante da Comissão Fulbright em Lisboa, e pelos representantes da American University, Mark Hayes, director of Abroad at AU, Laura Marks (International Exchange) e Julia Throop (Academic Advisor), os representantes foram recebidos por Manuela David, pró-reitora da UAlg, e por Marleni Azevedo e António Ramos, do GRIM.

A Comissão Fulbright foi criada em 1960 por acordo diplomático entre o Portugal e os EUA e administra em Portugal o Programa Fulbright de intercâmbio educacional que dinamiza a oferta de oportunidades de intercâmbio de professores, investigadores e estudantes, a disponibilização de orientação e informação de qualidade sobre os sistemas de ensino dos dois países e a organização de iniciativas potenciadoras da partilha de conhecimento.

.

Facebook Comments

Comentários no Facebook