Operação Ano Novo da GNR registou 658 acidentes e sete mortos

Operação Ano Novo da GNR registou 658 acidentes e sete mortos

14066
PARTILHE
A operação de Ano Novo acontece até ao dia 2 de Janeiro
A Operação Ano Novo terminou no dia 2 de Janeiro

A GNR registou durante a Operação Ano Novo 658 acidentes rodoviários, dos quais resultaram sete mortos, oito feridos graves e 189 feridos ligeiros, informou esta terça-feira a Guarda Nacional Republicana.

Segundo a agência Lusa, durante os quatro dias (30 de Dezembro a 2 de Janeiro) da operação de patrulhamento e fiscalização rodoviária nos itinerários mais ligados às festividades do Ano Novo, a GNR, comparativamente a igual período de 2015, registou mais 10 acidentes e mais dois mortos.

Em contra-partida, houve menos cinco feridos graves e menos 20 feridos ligeiros relativamente ao ano anterior.

Quanto às infracções, a GNR detectou, em igual período, 1.756 casos por excesso de velocidade (menos 56 do que em 2015), 603 por condução sob efeito do álcool no sangue igual ou superior a 1,2 gramas/litro (menos 16), 167 por incorrecta ou não utilização do cinto de segurança (mais 30) e 158 por utilização indevida do telemóvel durante a condução (mais 37).

A GNR observa que dados recentes indicam que um em cada três condutores mortos em acidentes de viação conduzia com uma taxa ilegal de álcool no sangue.

Relativamente aos números combinados da Operação Natal e Ano Novo, a GNR contabilizou 1.408 acidentes (mais 136 do que em 2015), oito mortos (menos quatro), 16 feridos graves (menos 17) e 429 feridos ligeiros (mais 24), conclui a Lusa.

Facebook Comments

Comentários no Facebook