Ria Formosa: Mais de 500 pessoas removeram 90 toneladas de óleo vegetal

Ria Formosa: Mais de 500 pessoas removeram 90 toneladas de óleo vegetal

2875
PARTILHE
recolha-de-oleo-de-palma-ria-formosa-2
(Foto: Autoridade Marítima Nacional)

Mais de 500 pessoas estiveram envolvidas na remoção de 90 toneladas de um óleo vegetal que se encontrava numa extensão de 20 quilómetros de areal em ilhas da ria Formosa, informou esta terça-feira a Autoridade Marítima.

Segundo a agência Lusa, aquela autoridade adiantou, em comunicado, que a operação Mar Limpo terminou esta terça-feira nas praias das ilhas da Armona, Culatra e Deserta, na jurisdição das capitanias de Olhão e de Faro, nas quais, na semana passada, apareceu uma substância poluente na linha de costa.

A remoção do resíduo, que se encontrava em estado sólido e que se tratava, segundo as autoridades, de óleo de palma, envolveu mais de 500 pessoas, tendo sido recolhidas cerca de 90 toneladas de substância poluente, que foi colocada em três mil sacos, lê-se no comunicado.

recolha-de-oleo-de-palma-ria-formosa
(Foto: Autoridade Marítima Nacional)

“Finalizada a limpeza, foi cancelado o segundo grau de prontidão da Autoridade Marítima, de acordo com o Plano Mar Limpo, estabelecido desde o dia seguinte ao aparecimento do poluente”, acrescenta, citada pela Lusa.

Os trabalhos de remoção da substância poluente iniciaram-se na sexta-feira passada, por parte da Brigada de Intervenção Rápida Poluição (BIRPOL) do Departamento Marítimo do Sul, com a colaboração da Marinha e de outras entidades, regionais e locais.

As amostras da substância enviadas para análise da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) confirmaram tratar-se de um óleo vegetal, “muito provavelmente óleo de palma”, refere ainda a Autoridade Marítima.

Esta substância pertence à categoria Y, “correspondente a substâncias líquidas sujeitas a excepções de descarga no âmbito do Anexo II da Convenção Internacional para a Prevenção da Poluição por Navios”, concluiu.

Facebook Comments

Comentários no Facebook