Teatro das Figuras com muito para ver e sentir em Fevereiro

Teatro das Figuras com muito para ver e sentir em Fevereiro

987
PARTILHE
A performance Pangeia, que propõe uma viagem pelo mundo dos irmãos Grimm, abre a programação no dia 1 de Fevereiro
A performance Pangeia abre a programação no dia 1 de Fevereiro

O Teatro das Figuras promete para Fevereiro um mês de intensa e diversificada programação, com teatro, música, cinema, comédia e dança contemporânea.

Logo no primeiro dia de Fevereiro, às 10, 11.30 e 14.30 horas, tem lugar a performance Pangeia – A Partir dos Irmãos Grimm, Uma criação de Tiago Cadete, dirigida a público escolar dos 6 aos 12 anos, que propõe “uma viagem sonora e visual pelo universo dos irmãos Grimm em que o palco se transforma num museu imaginário de objectos curiosos, através de sons escutados em headphones”.

No dia seguinte, 2 de Fevereiro, às 10.30, uma das turmas terá o privilégio de participar no Pangeia Lab, um workshop conduzido por Leonor Cabral, que tem como ponto de partida estimular o imaginário individual e colectivo, através de jogos e exercícios que despertam o interesse na investigação e a criatividade de cada criança.

No dia 4 às 21.30, Jorge Mourato regressa ao Teatro das Figuras com a comédia Caveman, o monólogo com mais tempo em cena na história da Broadway. Uma boa oportunidade para ver ou rever uma peça que retrata com muito humor as múltiplas formas como homens e mulheres discutem, riem e amam.

No domingo dia 5, com sessões às 10.30 e 11.30, o palco é dos mais pequenos, com tom-Balalão, um espectáculo pensado para bebés, que conta com sonoridades rítmicas e melódicas de vários continentes e também com a exploração de instrumentos musicais não convencionais.

Na terça-feira, dia 7, terá lugar mais uma sessão do Cineclube de Faro, com a projecção de Na Via Láctea, um filme realizado por Emir Kusturica, protagonizado pelo próprio e por Monica Belluci, vencedor de duas Palmas de Ouro no Festival de Cannes.

Ciclo ‘Às Quintas no Teatro’ está de volta

Em Fevereiro está de volta o ciclo “Às Quintas no Teatro”, com a peça “Daqui Ninguém Entra”. Encenada por Luciana Ribeiro, a peça “é um lugar em que dentro e fora se dispõem a medir forças. A partir de um momento perdido na juventude, a solidão assume-se como um troféu que inaugura a individualidade. Porém, o custo poderá ser demasiado alto”.

O espectáculo de Argentina reverterá a favor da PRAVI
O espectáculo de Argentina reverterá a favor da PRAVI

No sábado, dia 11 às 21,30, o palco é do flamenco, com destaque para o seu cante tão característico, pela voz de Argentina. Intérprete que já conta com duas nomeações aos Prémios Grammy Latinos, pelos seus álbuns “Un viaje por el cante” de 2013 e o último “Sinergia”, trabalho que já foi descrito no Diario de Sevilla como “um bálsamo para a alma, uma verdadeira explosão de energia positiva, de que tantos necessitamos”. Oportunidade única para disfrutar desta sonoridade e contribuir para uma causa social, visto que este é um espectáculo de beneficência a favor da PRAVI.

No domingo, dia 12, às 12 horas, terá lugar o segundo Concerto Promenade do ciclo “Os Grandes Clássicos” que revisita “A História do Pequeno Alfaiate”. A Orquestra Clássica do Sul, conduzido pelo seu maestro Associado, John Avery e acompanhada pela cativante voz da narradora Linda Valadas, apresentam a história do valente Alfaiate que se torna um herói “improvável” ao enfrentar o terrível gigante que amedrontou a sua região.

Dia de São Valentim comemorado ao som da voz de João Pedro Pais

Em 2017 o festival “Montepio Às Vezes o Amor” desce a sul e propõe uma excelente opção de comemoração do Dia de São Valentim, ao som da voz de João Pedro Pais. O músico apresenta neste concerto um espectáculo intimista, “olhos nos olhos”, onde as suas canções são abordadas de uma forma simples e mais próximas da sua essência.

João Pedro Pais apresentará um concerto intimista no dia dos namorados
João Pedro Pais apresentará um concerto intimista no dia dos namorados

A Fundação Pedro Ruivo apresenta mais um recital, desta feita interpretado pelo Duo Clássico Ma Non Troppo, composto por professores do Conservatório Regional do Algarve que tem actuado em inúmeros palcos portugueses e estrangeiros, conduzindo o público numa viagem no tempo e no espaço, (re)visitando clássicos.

No dia 19 a Associação José Afonso, apresenta um espectáculo de tributo a José Afonso, numa evocação do compositor, do poeta, do cantor e do cidadão que foi professor em Faro durante cinco anos. O espectáculo conta com a apresentação de José Fanha e com a participação de Afonso Dias, Teresa da Silva, B-Fachada, Francisco Fanhais, a banda de blues Fried FaneKas, Mafalda Murta, Manuel Freire, Orquestra Clássica do Sul e Rui Pato.

No dia 24 à hora marcada, espaço às tertúlias com mais uma “No Teatro às 6”, que em Fevereiro trará Fernando Mora Ramos, uma oportunidade única para ouvir uma referência na encenação em Portugal.

 A Companhia Olga Roriz encerra a programação com a peça ‘Antes que Matem os Elefantes’

A Companhia Olga Roriz encerra a programação com a peça ‘Antes que Matem os Elefantes’

A programação do mês encerra com o aguardado regresso da Companhia Olga Roriz ao palco do Teatro das Figuras, com a peça “Antes que Matem os Elefantes”, uma reflexão profunda e intensa da incontornável criadora sobre os muitos cenários de guerra a que a Humanidade assiste na actualidade.

Toda a programação para o mês de Fevereiro, bem como informação relativa a preços, reservas e vendas on-line, está disponível no sítio da internet www.teatrodasfiguras.pt e é regularmente disponibilizada nas redes sociais Facebook, Instagram e YouTube.

Facebook Comments

Comentários no Facebook