4 milhões garantem água a 28 povoações de Castro Marim

4 milhões garantem água a 28 povoações de Castro Marim

248
PARTILHE
- Pub -
tornrira agua
4 milhões de euros e 54 quilómetros de condutas são os números mais relevantes desta obra

Foi aprovada a candidatura apresentada pela Câmara de Castro Marim  de um projecto de infra-estruturas de abastecimento de água a 28 povoações do concelho, em Agosto de 2016, ao programa PO SEUR (Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos).

A informação divulgada em nota de imprensa pela autarquia liderada por Francisco Amaral, que revela ainda que “avaliado em cerca de 3.900,790€, a execução deste projecto permite o abastecimento de água, em quantidade e qualidade, a populações das freguesias rurais ainda não servidas pela rede pública”.

“A intervenção permite a articulação entre a vertente em alta e a vertente em baixa, configurando as infra-estruturas municipais de modo a permitir a ligação eficaz aos Sistemas Multimunicipais de Abastecimento de Águas do Algarve”, acrescenta a informação.

O projecto candidatado enquadrou-se no monte máximo possível nos termos do aviso de candidaturas para o abastecimento de água, sendo que a componente de saneamento não era elegível.

54 quilómetros de condutas levam água da rede à zona de Alta Mora 
Francisco Amaral
Francisco Amaral consegue com esta candidatura a fundos do  Estado responder a necessidades básicas das populações da zona de Alta Mora

Trata-se, segundo a autarquia, de “um investimento articulável com as intervenções levadas a cabo e permite o fornecimento de água até Alta Mora, a fronteira poente do concelho de Castro Marim, ou seja, um canal de adução com cerca de 54 quilómetros de condutas. Esta adução será garantida por duas obras – subsistema central (1ª fase) e subsistema central (2ª fase).

- Pub -

Conseguir este financiamento vai servir cerca de 50% das pessoas ainda sem abastecimento de água domiciliário.

Além do desenvolvimento e melhoria das condições de vida da população residente, a concretização deste projecto representa também uma indiscutível valorização do interior do concelho de Castro Marim, funcionando como factor de atractividade a novos residentes e como alavanca da economia local, nomeadamente no sector do turismo.