Câmara de Loulé apresenta Plano de Segurança da Água

Câmara de Loulé apresenta Plano de Segurança da Água

613
PARTILHE
Apresentação contou com a presença de cerca de 100 elementos de todas as equipas de trabalho envolvidas
Apresentação contou com a presença de 100 elementos de todas as equipas de trabalho envolvidas

A Câmara de Loulé apresentou esta terça-feira, dia 14 de Fevereiro, na Biblioteca Municipal, a primeira fase do Plano de Segurança da Água.

A apresentação conjunta com a Inframoura, empresa municipal com competências na zona de Vilamoura, e a Câmara de Silves, contou com a presença de aproximadamente 100 elementos de todas as equipas de trabalho envolvidas.

Custódio Guerreiro, chefe da Divisão de Saneamento Básico e Vias Municipais da autarquia, destacou a importância deste plano, bem como o empenho do executivo municipal em torná-lo uma realidade efectiva nos próximos meses.

Por sua vez, Nuno Cabrita, coordenador do projecto, apresentou o Plano de Segurança da Água, reforçando como essencial para a gestão dos sistemas de distribuição de água para consumo humano. Com este plano pretende-se aumentar a confiança e satisfação dos consumidores, minimizando os riscos identificados e garantindo a distribuição da água com elevados níveis de qualidade e quantidade.

Plano de Segurança da Água é desenvolvido e implementado por um conjunto alargado de elementos
Plano de Segurança da Água é desenvolvido e implementado por um conjunto alargado de elementos
- Pub -

De destacar ainda que o Plano de Segurança da Água é desenvolvido e implementado por um conjunto alargado de elementos que vão desde o executivo e dirigente municipais, passando pelas equipas de SIG, cadastro e análise, até aos operacionais de terreno.

De salientar que um Plano de Segurança de Água é uma ferramenta de avaliação e gestão de risco em sistemas de abastecimento de água, proposta pela Organização Mundial de Saúde, que privilegia uma abordagem preventiva. Identifica riscos no sistema de distribuição de água, desde a origem até à torneira do utilizador, prioriza esses riscos e implementa controlos para mitigá-los. Introduz também processos para validar e verificar a eficácia do sistema de controlo implementado e a qualidade da água produzida.

Facebook Comments

Comentários no Facebook