Custódio Moreno apresenta programa de incentivo ao empreendedorismo ‘Empreende Já’

Custódio Moreno apresenta programa de incentivo ao empreendedorismo ‘Empreende Já’

1036
PARTILHE
Na imagem, da esquerda para a direita, Paulo Bernardo, Custódio Moreno e Vítor Aleixo
Na imagem, da esquerda para a direita, Paulo Bernardo, Custódio Moreno e Vítor Aleixo

Mais de 300 jovens estivera hoje presentes para apresentação do programa Empreende Já, uma iniciativa do Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ), a que preside Custódio  Moreno, destinada a jovens que pretendam criar o seu próprio posto de trabalho.

Presentes na sessão de abertura que teve lugar nas instalações daCaravela StartUp estiveram Vítor Aleixo, presidente da Câmara de Loulé, Custódio Moreno e Paulo Bernardo, presidente da REGIOTIC, entidade gestora da Caravela StartUp, o mais recente Centro de Incubação e Aceleramento Empresarial do Algarve.

Vítor Aleixo salientou a importância de apoio aos jovens que devem aproveitar estas acções para desenvolver as suas competências e ideias, reforçando a disponibilidade da autarquia para apoiar o empreendedorismo jovem. Realçou ainda o exemplo da Caravela StartUp, recém criada, mas já dinamizando o ecossistema empresarial da Região.

Empreende Já tem cinco milhões de euros para investir em empreendedorismo

Também Custódio Moreno realçou o papel do Empreende Já, um programa que disponibiliza cinco milhões de euros para alavancar as ideias e projectos de jovens que podem desta forma iniciar um negócio sustentável. É imprescindível orientar os jovens algarvios para novos caminhos, novos desafios, e mostrar-lhes que, com a colaboração de várias entidades, é possível estruturar sonhos com sucesso.

- Pub -

Ao contrário de outros programas até agora desenvolvidos, o Empreende Já apoia ideias em qualquer área ou sector, de forma a promover uma cultura empreendedora centrada na criatividade e na inovação, através do apoio ao desenvolvimento de projectos que visem a constituição de empresas ou de entidades da economia social.

Os jovens candidatos usufruem, durante seis meses de uma bolsa de horas de formação, que lhes permitirá desenvolver o seu plano de negócio com apoio técnico para adquirir melhores competências nas áreas que necessitam, recebendo para tal, uma bolsa mensal de 691 euros.

A candidatura do projecto poderá ser apresentada, numa primeira fase até 6 de Março, de forma individual ou em grupo, usufruindo de um prémio de 10 mil euros por ideia, que visa aumentar a empregabilidade juvenil pela criação da sua própria empresa ou associação sem fins lucrativos.

Facebook Comments

Comentários no Facebook