Deco quer substituição gratuita de aspirina retirada do mercado

Deco quer substituição gratuita de aspirina retirada do mercado

1078
PARTILHE
Infarmed anunciou a retirada do mercado de dois lotes do medicamento Aspirina 500 mg Granulado
Infarmed anunciou a retirada do mercado de dois lotes do medicamento Aspirina 500 mg Granulado

A associação de defesa do consumidor Deco defendeu hoje que a empresa responsável pela distribuição de um medicamento retirado do mercado deve assegurar a substituição gratuita, caso os utentes precisem de novo fármaco.

A Autoridade Nacional do Medicamento (Infarmed) anunciou a retirada do mercado de dois lotes do medicamento Aspirina 500 mg Granulado, devido a um problema na selagem das saquetas.

“Tratando-se de um problema que não é originado pelos consumidores, não podemos estar a sugerir aos consumidores que paguem segunda vez pelo mesmo medicamento ou por um medicamento alternativo”, disse à Agência Lusa Bruno Santos, responsável pela área da saúde da associação.

Segundo uma informação publicada no ‘site’ do Infarmed, a empresa Bayer Portugal irá proceder à recolha voluntária dos dois lotes (BTT1B5L e BTT16P0), com datas de validade até 31 de janeiro de 2018 e 28 de fevereiro de 2017.

O Infarmed recomenda aos doentes que estejam a utilizar os medicamentos pertencentes a estes lotes que não os tomem, devendo adquirir outro lote ou pedir ao médico ou farmacêutico a indicação de um medicamento alternativo.

Neste sentido, a Deco pediu à Bayer que, no âmbito da sua responsabilidade social, assegure a substituição gratuita dos medicamentos que os utentes tiverem necessidade de adquirir na sequência deste caso.

Segundo a mesma fonte, não houve ainda resposta da empresa, contactada durante a manhã.

“Acreditamos que a Bayer aceitará porque nenhuma empresa de bem cobra duas vezes pelo mesmo produto”, sublinhou.

Facebook Comments

Comentários no Facebook