Lar Nossa Senhora da Conceição é ‘obra original’ em Martim Longo

Lar Nossa Senhora da Conceição é ‘obra original’ em Martim Longo

2600
PARTILHE
lar nossa senhora da conceicao2
O Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social esteve em Martim Longo a inaugurar o novo lar

Com 37 camas, todo o equipamento relativo a cuidados primários de saúde, atendimentos na área da fisioterapia e enfermagem e uma equipa de acompanhamento permanente dos idosos, o Lar de Martim Longo é uma obra “não pioneira mas original”.

Inaugurado esta quarta-feira, dia 1, trata-se de um equipamento suportado financeiramente pela Câmara de Alcoutim, com um acordo de cooperação com o Centro Distrital de Faro da Segurança Social e um contrato de comodato com o Centro Paroquial de Martim Longo.

O Lar da Nossa Senhora da Conceição – assim apelidado em homenagem à padroeira daquela freguesia de Alcoutim – “só existe porque se juntaram várias vontades: a da comunidade, a do município e a da Segurança Social”, que garante o acesso dos utentes mais carenciados a este “belíssimo equipamento”, refere o Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

José António Vieira da Silva, que marcou presença na cerimónia de inauguração, destacou a criação de cerca de duas dezenas de postos de trabalho directos, “de gente nova que vai ter uma alternativa de vida”, sendo o próprio equipamento social “uma alternativa para ajudar a fixar mais jovens no concelho” alcoutenejo.

- Pub -

Para o presidente da Câmara de Alcoutim, esta “é também uma forma de dar outro tipo de resposta à criação de emprego”. “Neste momento já foram criados directamente 22 postos de trabalho e outros indirectos surgirão”, adianta.

lar nossa senhora da conceicao9
José António Vieira da Silva e Osvaldo Gonçalves cumprimentaram os idosos na sala de convívio

O novo lar “permite dotar a freguesia de um equipamento social capaz de corresponder às necessidades da população e permite que o concelho de Alcoutim reforce a sua capacidade nesta tipologia de equipamento, indo ao encontro das necessidades verificadas no âmbito do trabalho de revisão e actualização do diagnóstico social do concelho, enquanto este se afirma, em termos regionais, como um concelho de excelência na cobertura deste tipo de respostas”, realça Osvaldo Gonçalves.

A obra, orçada em cerca de 1.300 milhões de euros, repartiu-se em cerca de 990 mil euros para a construção do edifício, 160 mil euros para os arranjos exteriores e 115 mil euros para a aquisição de equipamentos.

Em pleno funcionamento desde 27 de Dezembro de 2016 – data em que entraram cerca de 15 utentes – o novo lar de Martim Longo tem actualmente 36 camas preenchidas, faltando por preencher uma vaga não comparticipada pela Segurança Social, que rondará os mil euros mensais, valor totalmente suportado pelo utente.

Já as 29 vagas comparticipadas – cerca de 80% -, que permitem o acesso e integração de beneficiários de pensões de recursos financeiros mais reduzidos, estão todas ocupadas.

O acordo com o Centro Distrital de Faro da Segurança Social foi “imprescindível para que a unidade abrisse as portas cumprindo o propósito para o qual foi concebida”, considera Osvaldo Gonçalves.

Contudo, com uma lista de espera de mais de 30 pessoas, que obedece a critérios de priorização estabelecidos pelas regras da Segurança Social, “nunca se dá resposta a toda a procura que existe”, lamenta Albino Martins.

lar nossa senhora da conceicao10
Cristina Conceição orientou uma visita guiada às instalações
Uma gestão “sem grandes ilusões”

O presidente da direcção do Centro Paroquial de Martim Longo, entidade com uma experiência de quase 30 anos no apoio à terceira idade e agora responsável pela gestão do novo lar, afirma que “vai ser muito difícil” gerir um equipamento com 37 camas.

“Se tivéssemos sido ouvidos desde a primeira hora e não tivéssemos entrado no processo já tardiamente, o nosso aconselhamento, pela prática que temos noutros equipamentos, seria de nunca fazer [o lar] com menos de 45 camas”, referiu o Diácono.

Ainda assim, Albino Martins garante que o Centro Paroquial vai “lutar com todas as armas” e com “toda a capacidade que vem de uma experiência acumulada, no sentido de conseguir que [o projecto] tenha viabilidade”, diz.

Apesar de a área sobrante actual ser “limitada”, refere Osvaldo Gonçalves, a área aproveitada com os arranjos paisagísticos deixa a possibilidade de expansão para mais de 37 camas em aberto.

Sem uma “capacidade financeira melhor”, o responsável pelo Centro Paroquial vai gerir a nova valência “sem grandes ilusões, acudindo com a qualidade possível àquilo que são as exigências da Segurança Social”, diz Albino Martins, que não deixou de apelar aos familiares que recorram a este equipamento, que “visitem os seus idosos com frequência e nunca apressados”. “As suas manifestações de afectos e de carinhos são muito importantes”, aponta.

lar nossa senhora da conceicao11
Os idosos do lar entregaram uma “lembrança” a Albino Martins, Aníbal Cardeira, José António Vieira da Silva, Osvaldo Gonçalves, Maria Margarida Alves e D. Manuel Neto Quintas
Lar de idosos traz ‘esperança jovem’

O Lar Nossa Senhora da Conceição veio atenuar uma das principais dificuldades de um dos concelhos mais envelhecidos do país mas “ainda faz falta muita coisa”, garante o presidente do município.

“O problema com que nos debatemos de forma titânica é a questão da fixação de pessoas no território, especialmente jovens, e isto reforça-nos a esperança de que, fixando casais jovens, de idade activa, venham criar os seus filhos aqui, os coloquem na escola e permaneçam. Nesse sentido, hoje [quarta-feira] demos um grande e significativo passo”, diz o edil.

A obra, que teve início em Agosto de 2013 com a sua consignação e respectivo lançamento da primeira pedra, após algumas suspensões e reinícios, teve o seu término no dia 13 de Junho de 2016, num processo que decorreu num período entre dois mandatos, presididos por dois autarcas distintos, Francisco Amaral (PSD) e Osvaldo Gonçalves (PS).

A cerimónia de inauguração contou com a presença de D. Manuel Neto Quintas, Bispo do Algarve, Aníbal Cardeira, presidente da Junta de Freguesia de Martim Longo, Jorge Botelho, presidente da AMAL – Comunidade Intermunicipal do Algarve, Francisco Amaral, ex-presidente da Câmara de Alcoutim e actual autarca de Castro Marim, Maria Margarida Alves, directora do Centro Distrital de Faro da Segurança Social, entre forças de segurança e outras entidades da região.

Veja a fotogaleria

(Com Henrique Dias Freire)

Facebook Comments

Comentários no Facebook