Apurados 20 talentos que vão disputar Festival de Artes de Albufeira

Apurados 20 talentos que vão disputar Festival de Artes de Albufeira

250
PARTILHE
- Pub -
O Grupo de Dança Arabesque é um dos finalistas
O Grupo de Dança Arabesque é um dos finalistas

Já estão apurados os 20 talentos que no próximo sábado, dia 18 de Março, irão subir ao palco do Auditório Municipal de Albufeira para disputar a grande final da XV edição do Festival de Artes.

A segunda eliminatória decorreu no passado sábado num ambiente de muita expectativa, alegria e emoção por parte de concorrentes, pais e amigos dos pequenos artistas que deram tudo por tudo para garantir um lugar na final.

Na vertente dos mais pequeninos (6 aos 11 anos), a Dança foi a modalidade que conseguiu maior destaque e os mais votados foram Maria Cardoso Revez, Canto (Olhão), Companhia de Dança do Algarve (Rita Salazar), Dança (Faro), Fuete – Academia de Dança de Albufeira, Dança (Albufeira), Grupo de Dança Arabesque, Dança (Loulé) e o Grupo de Dança ARUTLA, Dança (Altura).

O Grupo de Cordas e Teclas da Bemposta foi seleccionado para a grande final
O Grupo de Cordas e Teclas da Bemposta foi seleccionado para a grande final

Na vertente juvenil (12 aos 17 anos) verificou-se uma maior diversidade ao nível das modalidades apuradas, sendo que foram seleccionados o Grupo de Cordas e Teclas da Bemposta, Coro e Instrumentos (Portimão), Sávva Perevérzev, Violino (Albufeira), Companhia de Dança do Algarve (Ana Sofia Sousa), Dança (Faro), João Campos Palma, Acordeão (Loulé) e a Escola de Dança de Lagos, Dança (Lagos).

O júri da segunda eliminatória foi composto por João Galante, pianista, compositor e cantor, Nilsen Jorge, directora artística e professora de dança, Filipa Borges, bailarina, Raquel Peters, psicóloga, cantora e vencedora de vários concursos, sendo de destacar a “Grande Noite do Fado”, em Lisboa e Carla Rodrigues, agente e produtora artística.

No próximo sábado, dia 18 de Março, a partir das 16 horas, venha conhecer os jovens mais talentosos da região e aplaudir de pé momentos de grande beleza artística.