Desidério Silva mostrou Algarve vencedor na BTL (com vídeos)

Desidério Silva mostrou Algarve vencedor na BTL (com vídeos)

715
PARTILHE
- Pub -

O presidente da Região de Turismo do Algarve discursou na Bolsa de Turismo de Lisboa com o presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo, a assistir às palavras do homem ao leme da mais importante região turística do país.

A oportunidade não foi perdida e Desidério Silva mostrou os números de um Algarve absolutamente vencedor no campeonato nacional do sector do turismo.

2016 Um ano de recordes
luis arujo presidente turismo de Portugal
Luís Araújo, presidente do Turismo de Portugal, ouviu atentamente as palavras de Desidério Silva

A região bateu recordes atrás de recordes em 2016 e o responsável regional foi à Feira Internacional de Lisboa dar conta disso mesmo: mais de  quatro milhões de hóspedes, mais de 18 milhões de dormidas, mais de 900 milhões de proveitos e mais de 46,7 euros de receita por quarto disponível.

Com estes resultados, o Algarve alcança os melhores indicadores turísticos desde que há dados estatísticos e ultrapassa os recordes de 2015.

Indicadores em alta
desiderio 1
Desidério SIlva não deixou os créditos da região por mãos alheias e levou À BTL os números do sucesso algarvio

Todos os indicadores a que Desidério Silva recorreu na BTL mostram um crescimento do sector do turismo na região, que acompanha os dados gerais do país e mesmo os principais indicadores do sector a nível mundial.

- Pub -

Mas mostram acima de tudo a primazia do Algarve em vários dos números chave da análise da procura turística a nível nacional.

A região é o principal destino do país em dormidas (18,1milhões), ocupa o primeiro lugar em dormidas de turistas estrangeiros (14,2 milhões), e é recordista nacional de dormidas de turistas nacionais (3,9 milhões). A assinalar a notória subida homóloga destes indicadores em termos totais (9%) e quanto a dormidas de estrangeiros (11,9%), apenas os turistas residente desceram (-0,5%).

Proveitos ultrapassam os 900 milhões de euros em 2016
Resultados recorde foram apresentados, um a um, por Desidério Silva - CLIQUE NA IMAGEM PARA VER O VìDEO
Resultados recorde foram apresentados, um a um, por Desidério Silva – CLIQUE NA IMAGEM PARA VER O VìDEO

Na área dos proveitos o crescimento em 2016 face a 2015 foi de 19,1%, com o valor total a cifrar-se para lá da fasquia dos 900 milhões de euros (904,6 milhões). São mais cerca de 147 milhões de euros do que no ano anterior.

“Temos de começar a repensar o aeroporto de Faro”

Outro dado sonante é o recorde de passageiros no Aeroporto de Faro que em 2016 atingiu os 7,6 milhões.

Com as obras de remodelação da aerogare da infra-estrutura a decorrer ainda o aeroporto ficará com capacidade para operar oito milhões de passageiros, mas face à procura não espanta a frase de Desidério Silva dirigida ao presidente do Turismo de Portugal e à assistência que na passada semana o ouviu na BTL.

“Enquanto noutros aeroportos se fala em reposicionamento, no Aeroporto de Faro temos que começar a repensar a estrutura para dar resposta à procura, apesar dos investimentos que se estão a fazer”.

O peso do Algarve no turismo nacional e nas exportações

Se dúvidas houvesse sobre o peso da região no turismo nacional, os dados estatísticos do Instituto Nacional de Estatística desfazem-nos e confirmam a posição relativa do Algarve face ao todo nacional.

Sozinho representa 37% das dormidas nacionais de estrangeiros e 25% das feitas por turistas residentes, o que representa uma quota global de 33,7%.

Já em proveitos, face aos 2.907 milhões de euros de resultados do turismo nacional em 2016, o Algarve representa  31,2% do total. Quase um terço de todos os proveitos.

A região apresenta-se pois com toda a propriedade como um peso pesado do sector e por via disso como um bem precioso na análise das exportações de bens e serviços e mesmo das exportações globais portuguesas.

A promoção em Portugal e Espanha: mercados de proximidade e de continuidade
O posicionamento da região está pensado ao pormenor e Desidério Silva mostrou-o - CLIQUE NA IMAGEM APARA VER O VÍDEO
O posicionamento da região está pensado ao pormenor e Desidério Silva mostrou-o – CLIQUE NA IMAGEM APARA VER O VÍDEO

Desidério Silva não quer de modo nenhum perder a capacidade que a Região de Turismo do Algarve (RTA) tem na promoção do destino Algarve em Portugal e Espanha.

Desde há anos que o actual presidente da RTA defende – mesmo quando ainda era presidente da Câmara de Albufeira – o entendimento de que a promoção do Algarve na Península Ibérica é uma realidade que deve ser tratada como se de um mercado único se tratasse.

Deixando a promoção externa para o Turismo de Portugal e na região para a Associação de Turismo do Algarve, Desidério Silva foi claro ao dizer que a aposta no mercado ibérico como um mercado de proximidade tem dado os seus frutos e dá como exemplo: “a presença do Algarve e da região Norte na FITUR”.     

O responsável regional acredita que a aposta passa pela união das regiões de turismo para se promoverem em  conjunto em Espanha é uma verdadeira resposta para dar expressão ao trabalho de mostrar o que os destinos têm para oferecer junto dos mercados emissores de proximidade.

A FITUR, Feira de Turismo de Madrid, foi disso prova com o Algarve a reunir forças com o norte de Portugal na promoção da oferta turística  de cada região e no fomento da complementaridade das ofertas, uma lógica que o Turismo de Portugal tem defendido.

Reforçar a oferta nos nichos por consolidar
desiderio 2
Nicos de mercado por consolidar são a grande aposta da RTA

A conversa não é nova, mas Desidério Silva aposta claramente nos nichos de oferta menos consolidados.

Para o homem forte do Turismo do Algarve é por esta estratégia que passa a política de turismo regional.

“O sol & mar e o golfe são áreas consolidadas da oferta do Algarve, não as podemos negligenciar, mas as margens de progressão maiores estão noutras apostas”, diz.

O turismo de natureza, o turismo cultural, o turismo acessível e o turismo de saúde são os desafios.

“O património natural e cultural, bem como o território e a identidade sempre estiveram lá e continuam a estar e têm de ser verdadeiramente aproveitados”, insiste o presidente da Região de Turismo do Algarve.

Criar sinergias, desenvolver produtos promocionais direccionados, criar condições de salvaguarda e desenvolvimento de todos os actores relacionados com estes nichos de mercado é o desafio e a grande linha directriz da actuação para o Algarve.

Birdwatching, cicloturismo, caminhadas, turismo rural, roteiros e rotas ligadas à natureza em terra e no mar e à cultura e identidade regionais, bem como a aposta na dieta mediterrânica, nos lugares globalização – projecto de candidatura a Paisagem Cultural (Associativa) de carácter regional e multi-municipal – são algumas das palavras-chave que Desidério Silva não dispensa quando se fala de Algarve e de futuro do turismo regional.

Por isso, o discurso promocional da região se faz cada vez mais segmentado e vocacionado para estas áreas chave, associando as novas tecnologias como a realidade aumentada, o vídeo 360º ou as apps interactivas a veículos tradicionais.

Desidério Silva não deixa os créditos por mãos alheias e com o crescimento do turismo regional a ser constante e consolidado não há agoiros de benefícios da conjuntura ou arranque da economia global que possam dizer que a sua presidência da RTA não está coroada de sucesso.

A  região no sector do turismo em números:

HÓSPEDES:

Total: 4 M
Variação 16/15: +10,1%
Var. absoluta 16/15: +370,1 m

Estrangeiros: 2,9 M
Variação 16/15: +13,8%
Var. absoluta 16/15: +355,4 m

Residentes: 1,1 M
Variação 16/15: +1,4%
Var. absoluta 16/15: +14,7 m

DORMIDAS:

Total: 18,1 M
Variação 16/15: +9%
Var. absoluta 16/15: +1,4 m
Quota nacional: 33,7 %

Estrangeiros: 14,2 M
Variação 16/15: +11,9%
Var. absoluta 16/15: +1,4 M

Residentes: 3,9 M
Variação 16/15: -0,5%
Var. absoluta 16/15: -19,3 m

PROVEITOS:

Total: 904,6 M
Variação 16/15: +19,4%
Var. absoluta 16/15: +146,9 M

Aposentos: 666,4 M
Variação 16/15: +21,1%
Var. absoluta 16/15: +116,2 M

Outros: 238,2 M
Variação 16/15: +14,8%
Var. absoluta 16/15: +30,7 M

(dados INE); (M) – Milhões; (m) – Milhares

AEROPORTO DE FARO:

Passageiros: 7,6 M
Variação 16/15: +18,5%

Movimentos: 53.427
Variação 16/15: +18,7%

Capacidade máxima após o fim das obras de remodelação: 8 M

(dados ANA); (M) – Milhões; (m) – Milhares

A SABER:

O Algarve representa:

33,7% das dormidas no país
31,2% dos proveitos do turismo nacional

A região ocupa o primeiro lugar nacional no turismo quanto a:

dormidas totais;
dormidas de estrangeiros;
dormidas de residentes;
e proveitos totais.