Um, dois, três… IKEA abre portas amanhã (com fotogaleria e vídeos)

Um, dois, três… IKEA abre portas amanhã (com fotogaleria e vídeos)

4257
PARTILHE
- Pub -
Pormenor da maqueta da loja IKEA de Loulé
A loja IKEA de Loulé promete arrastar multidões até à zona comercial junto ao Estádio Algarve

Anos à espera para ter ‘à mão de semear’ uma loja IKEA, mas a partir de amanhã os algarvios já podem contar com os produtos da marca no Algarve.

Na próxima quinta-feira a realidade da região será necessariamente diferente com a chegada do gigante escandinavo do mobiliário, decoração e artigos para o lar.

Para o bem e para o mal a marca veio para ficar e vai contar com uma loja IKEA em Loulé, com dois pisos e aproximadamente 24 mil metros quadrados para servir de âncora a mais dois projectos que já estão a ganhar forma no complexo comercial junto ao nó do aeroporto da Via do Infante, o Mar Shopping Algarve e o Designer Outlet Algarve.

centro-comercial
Clique sobre a imagem para ver o vídeo do centro comercial – Mar Shopping Algarve
- Pub -

No caso destes dois últimos investimentos do Grupo IKEA, o primeiro promete abrir ao público no Verão deste ano e o último só no final de 2017 será uma realidade.

Para o responsável pela loja IKEA, Abdelhak Ayad, “as perspectivas de negócio são muito positivas. Temos recebido muitos contactos e sabemos que os algarvios estão muito interessados nesta loja e em conhecer a nossa gama de produtos”, afirmou o director da primeira loja IKEA no Algarve, que terá 200 colaboradores.

“Com a abertura do IKEA em Loulé vamos estar ainda mais próximos do Sul do país e contribuir para o dinamismo da região. Estamos muito entusiasmados”, acrescenta o responsável.

Loja garante receitas antes da abertura do centro comercial e do outlet que criarão a meca do comércio regional

A abertura da loja IKEA antecipa a abertura dos dois pólos comerciais do complexo IKEA junto ao Estádio Algarve.

Na calha para a totalidade do gigante comercial da IKEA estão marcas como Primark e Zara, a par da Worten, a Massimo Dutti, a Mango e a Sfera, bem como, o Pingo Doce, que integrará a futura meca comercial do Algarve com outros nomes fortes do sector do retalho como: Stradivarius, Oysho, Aromas, Tiffosi, Optcalia, in, Bershka, Decimas, Zara Home, Sfera, Centroxogo, Mango, Lefties, Celeiro Punto Roma e Pull & Bear.

Um pólo de atracção além fronteiras
outlet
Clique sobre a imagem para ver o vídeo do outlet – Designer Outlet Algarve

A aposta da marca vai muito para além do Algarve, mesmo agora e só com a loja IKEA a funcionar, a área de captação de clientes é gigantesca.

De acordo com os dados revelados pelo próprio grupo, através da IKEA Centres Portugal, o universo de consumidores da estrutura será de 157 mil habitantes a uma distância de até dez minutos de viagem por carro e de 222 mil habitantes a uma distância de entre 10 e 30 minutos de viagem.

A estes somam-se 262 mil consumidores a uma distância de 30 a 60 minutos e, finalmente, 215 mil consumidores potenciais a uma distância de viagem de carro de 60 a 90 minutos.

Tudo num total de 756 mil consumidores potenciais que vão desde Alvalade no Alentejo, a norte, a Almonte, em Espanha, a leste, abrangendo todo o Algarve e parte importante do sul do Baixo Alentejo.

IKEA quer atacar em todos os mercados
Abdelhak Ayadi IKEA
Abdelhak Ayadi é o homem aos comandos da loja da marca sueca no Algarve

A marca sueca quer estar vocacionada para todos os públicos e potenciais compradores, segundo o responsável da loja de Loulé. “O mercado do alojamento será uma das fatias importantes da operação da loja IKEA no Algarve”, quem o afirma é o director Abdelhak Ayadi, em declarações ao POSTAL.

A afirmação foi feita à margem da apresentação do homem forte da IKEA no Algarve e o líder da loja acrescenta que “estamos certos que aquilo a que chamamos o mercado Business to Business (entre empresas) terá um peso importante na facturação, não só ao nível dos hotéis e aldeamentos, mas também ao nível do alojamento local”, que necessita sempre de renovar mobiliário e outros bens que a IKEA comercializa.

Abdelhak Ayadi, reforça a ideia da importância deste mercado ao afirmar que “vamos abrir a loja a tempo dos operadores da área do alojamento fazerem as suas aquisições, tendo em vista a época turística mais alta de 2017”.

Não obstante, o director da loja acredita que o IKEA não vai secar as pequenas lojas da área do mobiliário com a sua poderosa concorrência. “Acreditamos, e essa é a nossa experiência noutros locais, que depois da abertura do IKEA as lojas de pequena dimensão se adequarão ao mercado e conquistarão nichos próprios de clientela para si”, diz Abdelhak Ayadi, sublinhando que “o IKEA vende para muitos, mas não vende para todos”.

A partir de amanhã a realidade do Algarve será necessariamente outra e apesar de ser quinta-feira decerto não vão faltar clientes e mirones na abertura, sendo certo que no próximo fim-de-semana muitos serão os que vão escolher a loja como ‘ícone’ a visitar.

- Pub -