Alcoutim presta homenagem aos combatentes da Guerra Colonial

Alcoutim presta homenagem aos combatentes da Guerra Colonial

453
PARTILHE
- Pub -
Homenagem surge como forma de reconhecimento pelo seu esforço e serviços prestados à Pátria
Homenagem surge como forma de reconhecimento pelo seu esforço e serviços prestados à Pátria

O Município de Alcoutim vai homenagear, no próximo mês de Junho, todos os militares, naturais e residentes no concelho de Alcoutim, que participaram na Guerra Colonial, como forma de reconhecimento pelo seu esforço e serviços prestados à Pátria.

A Guerra Colonial, também conhecida por Guerra do Ultramar, foi um período de confrontos entre as Forças Armadas Portuguesas e as forças organizadas pelos movimentos de libertação das antigas províncias ultramarinas de Angola, Guiné-Bissau e Moçambique.

O tenente-coronel António Marques Romeira Matias é o presidente da Comissão de Honra à Homenagem aos Combatentes da Guerra Colonial do Município de Alcoutim, a eleição, realizou-se no passado dia 10 de Abril, numa reunião onde a comissão definiu a várias actividades, algumas de cariz público, como a realização de uma exposição onde o tema central será a Guerra Colonial e que terá como objectivo aprofundar os conhecimentos sobre mesma.

Autarquia alcouteneja pede “a colaboração de todos, nomeadamente dos antigos militares ou familiares e amigos, que informem este Município dos nomes e contactos dos combatentes, ainda vivos, de modo a que a homenagem se torne o mais abrangente possível., contrariamente ao que foi inicialmente publicado, e por proposta da Comissão, ficou definido que, todos os ex-combatentes que residam em Alcoutim, independentemente de serem ou não naturais, serão também homenageados, pelo que solicitamos a sua adesão à inscrição nos serviços da Câmara”.

O contacto deverá ser efectuado para o telefone 281 540 500 ou para o e-mail geral@cm-alcoutim.pt, até ao próximo dia 30 de Abril.

A cerimónia de Homenagem aos Combatentes realiza-se no dia 10 de Junho, na Praça da República em Alcoutim, comemorando o Dia de Portugal e relembrando os que defenderam os valores nacionais e a perenidade da Nação Portuguesa é um dever cívico que as gerações vindouras devem continuar.