Loulé espera milhares de visitantes para a Festa Grande da Mãe Soberana

Loulé espera milhares de visitantes para a Festa Grande da Mãe Soberana

2933
PARTILHE
- Pub -
No dia 30 de Abril, a imagem da Nossa Senhora da Piedade, Padroeira de Loulé, regressa à sua Ermida
No dia 30 de Abril, a imagem da Nossa Senhora da Piedade, Padroeira de Loulé, regressa à sua Ermida

Depois da Festa Pequena, que teve lugar no Domingo de Páscoa, a cidade de Loulé prepara-se para receber o momento alto da Festa da Mãe Soberana, a chamada Festa Grande, que decorrerá a 30 de Abril.

Milhares de visitantes, entre fiéis ou interessados nesta manifestação cultural e religiosa (a maior Sul de Fátima), são esperados neste dia em que a imagem da Nossa Senhora da Piedade, Padroeira de Loulé, regressa à sua Ermida.

Nos dias que antecedem este momento, de 27 a 29 de Abril, a Igreja de S. Francisco recebe o Tríduo, que terá como tema “Maria, Mãe do Evangelho do Amor”, com a participação do pregador D. José Cordeiro, Bispo de Bragança-Miranda.

- Pub -

No sábado, dia 29, haverá celebração da Eucaristia às 10, 18 e 21 horas. Mas como este programa de celebrações integra também iniciativas que vão para além das religiosas, a partir das 16 horas, no Largo de S. Francisco, terá lugar a 1ª edição do Grande Prémio da Mãe Soberana, uma prova de marcha e corrida para todos os escalões, promovida pelo CDQ – Centro Desportivo de Quarteira, com o apoio da Câmara Municipal de Loulé.

À mesma hora, na Igreja de S. Francisco, os jovens da Banda Filarmónica Artistas de Minerva apresentam um concerto. Já à noite, pelas 22h00, o Clube Hípico de Loulé homenageia a Nossa Senhora da Piedade, no tradicional desfile a cavalo.

Exposição fotográfica ‘Mãe Soberana: A Força do Amor’

Durante estes dias, e até 27 de Maio, vai estar patente ao público, no Convento de Santo António, a Exposição Fotográfica “Mãe Soberana: A Força do Amor”, com imagens dos fotógrafos Fernando Correia Mendes, Luís Henrique da Cruz e Vasco Célio. A curadoria é de João Romero Chagas Aleixo.

Para o domingo, 30 de Abril, estão guardadas as grandes emoções desta Festa. A partir das 10 horas, é celebrada no Largo de S. Francisco uma Eucaristia. A imagem de Nossa Senhora da Piedade sai, depois, em procissão para o Largo do Monumento Eng.º Duarte Pacheco, acompanhada pela Sociedade Filarmónica Instrução e Recreio Aljustrelense. É aqui que, às 12 horas, será celebrada uma Eucaristia, seguida de um tempo de louvor e saudação à Padroeira.

A Grande Procissão percorrerá as principais ruas da cidade
A Grande Procissão percorrerá as principais ruas da cidade

Às 16 horas, D. Manuel Quintas, Bispo do Algarve, preside à missa campal junto ao Monumento Engº Duarte Pacheco, com consagração a Nossa Senhora da Piedade. Tem então início a Grande Procissão que percorrerá as principais ruas da cidade, acompanhada pela Banda Filarmónica Artistas de Minerva.

Às 18 horas, tem lugar o encerramento da Procissão Litúrgica no Largo de S. Francisco, seguindo-se a subida para o Santuário. Os oito Homens do Andor que carregam o andor sobem o íngreme cerro num ritmo acelerado, ao compasso da música da Banda Filarmónica Artistas de Minerva, e com a população a exibir-se em manifestações diversas mas verdadeiramente sentidas. Ao esforço gigantesco dos homens que transportam a Padroeira, alia-se a força espiritual dos muitos fieis que, em vivas à Nossa Senhora, em passo vivo e na cadência musicada dos homens da banda, vão “empurrando”, no calor da fé e calçada acima, o pesado andor da padroeira.

Recorde-se que a Festa da Mãe Soberana constitui uma tradição que remonta ao século XVI e que faz parte da vivência de toda a comunidade louletana. Pelo número de visitantes que atrai à cidade e consequente dinamização da economia local, é também um dos mais importantes eventos que decorrem no concelho de Loulé.

- Pub -