Polícia Marítima resgata cadáver de falésia no Carvoeiro

Polícia Marítima resgata cadáver de falésia no Carvoeiro

1186
PARTILHE
policia maritima
A Polícia Marítima dirigiu as operações de resgate e transferiu para a Polícia Judiciária a investigação

O corpo de um homem foi encontrado neste sábado, na base de uma falésia na zona de Algar Seco, em Lagoa, desconhecendo as autoridades a causa da morte, disse à Lusa fonte da Polícia Marítima.

Em declarações à agência Lusa, o capitão do Porto de Portimão e comandante da Polícia Marítima, Santos Arrabaça, referiu que o corpo de um homem, com cerca de 30 anos, foi detectado por volta das 10.30 horas, na base de uma falésia, perto da Praia do Carvoeiro.

A mesma fonte adiantou que as causas da morte “são desconhecidas, apresentando o corpo algumas escoriações”, que podem ter resultado de uma queda da falésia.

Polícia Judiciária assume investigação dada a existência de uma vítima mortal numa situação de contornos ainda desconhecidos

“O caso transitou para a Polícia Judiciária para que sejam efectuadas as perícias que possam determinar as origens da morte do homem, que não tinha qualquer identificação e trajava um equipamento de desporto”, referiu o comandante Santos Arrabaça.

A competência de investigação em situações de morte com características desconhecidas cabe à Polícia Judiciária de acordo com a lei, pelo que é esta a autoridade que assumirá a partir deste momento a investigação sob a autoridade do Ministério Público, a quem cabe a coordenação dos processos de investigação.

O corpo foi removido cerca das 13 horas para o Gabinete de Medicina Legal do Hospital de Portimão, para ser submetido a autópsia.

De acordo com a página da Internet do Prociv da Autoridade Nacional de Protecção Civil, nas operações de resgate do corpo estiveram envolvidos seis elementos dos bombeiros, apoiados por três veículos.

(com Agência Lusa)

Comentários no Facebook