UAlg marca presença na feira de educação em Moçambique

UAlg marca presença na feira de educação em Moçambique

1216
PARTILHE
UAlg aposta em acções de internacionalização que visem mercados fora da Europa
UAlg aposta em acções de internacionalização que visem mercados fora da Europa

A Universidade do Algarve está a participar na maior feira de educação que se realiza em Moçambique e nos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP), no âmbito do projecto “Algarve is Our Campus – Study and Research in Algarve”. A “Educa Moçambique – Feira e Conferência Internacional de Educação” teve início no dia 3 e prolonga-se até 7 de Maio.

Este evento, que se realiza no Centro Internacional de Conferências Joaquim Chissano, em Maputo, pretende promover a oferta especializada de serviços educativos. Segundo dados da organização, a última edição contou com mais de 120 expositores e mais de 80 mil visitantes.

A última edição da feira contou com mais de 120 expositores e mais de 80 mil visitantes
A última edição da feira contou com mais de 120 expositores e mais de 80 mil visitantes

Alicerçada na qualidade do ensino, na localização privilegiada e bem referenciada em contexto internacional pela sua qualidade de vida, clima ameno e recursos turísticos disponíveis, a UAlg considera importante apostar em acções de internacionalização que visem mercados fora da Europa, através da projecção internacional e promoção da sua oferta formativa. Assim, as acções de internacionalização nos PALOP, com particular incidência no mercado moçambicano, revelam-se prioritárias, considerando o potencial de atracção de estudantes para formação superior e o benefício que a aproximação linguística e cultural representa nestes mercados.

O projecto “Algarve is Our Campus – Study and Research in Algarve”, co-financiado pelo Programa Operacional Regional do Algarve – CRESC Algarve 2020, através do Sistema de Apoio a Acções Colectivas – Internacionalização, tem como objectivo promover e reforçar a notoriedade e atractividade da Universidade do Algarve e da Região através da implementação de acções que visam a internacionalização e o consequente aumento do número de estudantes, docentes e investigadores internacionais.

 

Facebook Comments

Comentários no Facebook