Acções de sensibilização assinalam Dia do Ambiente em Lagos

Acções de sensibilização assinalam Dia do Ambiente em Lagos

1261
PARTILHE
Dia do Ambiente em Lagos2
Elementos da TAGIS dinamizaram visitas guiadas ao longo do dia

Em Lagos, o Dia do Ambiente ficou marcado por um conjunto de acções de sensibilização, de diversos públicos, para a importância e necessidade de preservar o ambiente. A autarquia promoveu um conjunto de actividades das quais se destaca a inauguração da Estação da Biodiversidade da Barragem da Bravura, a 6 de Junho.

A inauguração da estação localizada na Estrada da Central, contou com a presença da presidente da Câmara de Lagos, Maria Joaquina Matos, do vereador do pelouro Ambiente, Paulo Jorge Reis, e de elementos da TAGIS, que dinamizaram visitas guiadas ao longo do dia com as escolas de Lagos e grupos de seniores dos lares da Santa Casa da Misericórdia de Lagos e do projecto da autarquia ‘Saúde em Movimento’.

Dia do Ambiente em Lagos
Cerca de 30 seniores e 168 alunos participaram nas visitas

Nas visitas participaram cerca de 30 seniores e 168 alunos, de oito turmas e quatro escolas do 1º ciclo do ensino público: Escola do Bairro Operário, Escola de Santa Maria, Escola de Bensafrim e Escola da Ameijeira. O Centro Ciência Viva de Lagos também marcou presença na iniciativa dinamizando diversas actividades sobre a temática da biodiversidade.

A autarquia acolheu também a exposição temática ‘Plásticos – Até quando a nossa indiferença?’, promovida pelo Parque Zoológico de Lagos, no átrio do Edifício Paços do Concelho Séc. XXI. No mesmo local esteve ainda outra exposição de trabalhos feitos com materiais reutilizáveis, elaborados pelas artesãs dos Grupos ‘Cores e Pinceladas’ e ‘Pinturas ABC Espichense’, de Almádena e Espiche, respectivamente.

Estações da Biodiversidade são um projecto da TAGIS
Dia do Ambiente em Lagos1
Estação da Biodiversidade da Barragem da Bravura foi inaugurada a 6 de Junho

As Estações da Biodiversidade resultam de um projecto desenvolvido pela TAGIS – Centro de Conservação das Borboletas de Portugal, de percursos pedestres curtos, sinalizados no terreno através de nove painéis informativos sobre as riquezas biológicas a observar pelos visitantes. Cada estação está localizada num local de elevada riqueza específica e paisagística, representativa dos habitats característicos da área.

Os principais objectivos do projecto são aumentar o conhecimento sobre a biodiversidade, contribuir para a valorização do património natural e promover a participação dos cidadãos na inventariação da nossa fauna e flora. Neste sentido, qualquer pessoa, independentemente da profissão e idade, pode dirigir-se a uma Estação da Biodiversidade e colaborar activamente na sua inventariação e monitorização.

(Cátia Marcelino / Henrique Dias Freire)

Facebook Comments

Comentários no Facebook