Solidariedade une o país em torno das vítimas da tragédia de Pedrógão...

Solidariedade une o país em torno das vítimas da tragédia de Pedrógão Grande

868
PARTILHE
- Pub -
bombeiros-fdfd
Solidariedade é a palavra de ordem em momentos negros como o que Portugal atravessa hoje

Solidariedade é a palavra de ordem num país que está de luto pelas vítimas da tragédia de Pedrógão Grande, no distrito de Leiria.

Além da corrente solidária que se gerou nos concelhos afectados e nas populações dos concelhos vizinhos e do distrito de Leiria, os portugueses dão um pouco por todo o país e à sua maneira sinais de apoio às vítimas do incêndio que vitimou segundo os últimos dados oficiais 61 pessoas.

André Villas-Boas doa 100 mil euros

A juntar-se aos anónimos que contribuem das mais diversas maneiras para ajudar as vítimas do gigantesco incêndio, o treinador português de futebol André Villas-Boas disse hoje que vai doar 100 mileuros às famílias das vítimas da tragédia de Pedrógão Grande.

A verba ficou definida depois de uma iniciativa do técnico na sua conta oficial no Instagram, na qual prometia doar 10 euros por cada like a uma publicação sua de uma foto do incêndio em Pedrógão Grande.

- Pub -

“O meu muito obrigado a todos os que contribuíram na minha página em favor das famílias das vítimas da tragédia de Pedrógão Grande. Amanhã [segunda-feira] serão transferidos 100 mil euros em apoio às mesmas. Força Portugal”, escreveu Villas-Boas na conta do Instagram.

Fundação Calouste Gulbenkian avança com fundo de 500 mil euros

Por seu lado a Fundação Calouste Gulbenkian decidiu constituir um fundo especial de 500 mil euros, para apoio às organizações da sociedade civil da região afectada pelos incêndios deste fim de semana.

Em comunicado, a Fundação informou que os 500 mil euros são a dotação inicial do fundo, e servem para “ajudar a minimizar as consequências” dos incêndios e da tragédia que atingiu os municípios de Pedrógão Grande, Figueiró dos Vinhos e Castanheira de Pêra.

Caixa Geral de Depósitos e Novo Banco criam contas solidárias

A Caixa Geral de Depósitos anunciou entretanto no seu site na internet a criação de uma conta solidária para quem desejar dar  donativos de apoio às populações afectadas, com uma dotação inicial de 50 mil euros doados pela própria instituição bancária.

Para contribuir qualquer pessoa pode doar a verba que considerar adequada através de depósito ou transferência bancária para a CONTA SOLIDÁRIA CAIXA IBAN: PT50 0035 0001 00100000 330 42, indica o banco público.

Já o Novo Banco criou a Conta Solidária NOVO BANCO 0003 40461950, com o IBAN PT50 0007 0000 0034046195023, para o mesmo efeito e onde o banco depositou também 50 mil euros.

Cáritas disponibiliza 200 mil euros

A Caritas portuguesa anunciou entretanto uma verba de 200 mil euros para apoiar as vítimas dos incêndios.

Estes são apenas alguns exemplos de uma onda solidária que se gera em toro da tragédia que afecta o país e que não dá tréguas com o incêndio a continuar a lavrar no distrito de Leiria.

(com Agência Lusa)

- Pub -